Ariana Cubillos/AP
Ariana Cubillos/AP

Venezuela cria vice-ministério para a Suprema Felicidade Social

Medida foi recebida de forma negativa em Caracas; pasta coordenará programas sociais do governo

O Estado de S. Paulo,

25 Outubro 2013 | 17h57

CARACAS - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou nesta quinta-feira, 25, a criação do vice-ministério para a Suprema Felicidade Social, que coordenará os programas de assistência desenvolvidos pelo governo - as "missiones". O gabinete será coordenado pelo ex-deputado e médico, Rafael Ríos, e atenderá pessoas com deficiência, sem-teto, idosos e crianças.

O objetivo é que as pessoas sejam "atendidas da forma mais sublime, sensível, delicada e amável por pessoas que se dizem cristãs, revolucionárias e chavistas", afirmou Maduro, em pronunciamento transmitido do palácio presidencial de Miraflores.

Entre outras medidas de caráter social, o presidente também anunciou o reforço ou a criação de novas "missiones" e citou como exemplo uma que cuidará dos animais e será batizada "Misión Nevado" - homenagem ao cachorro que, segundo historiadores, foi o mascote de Simón Bolívar.

REAÇÃO NEGATIVA

A criação da nova pasta governamental foi recebida com sarcasmo e indignação nas ruas do país, de acordo com as agências internacionais. "Só espero que um dia Maduro lance o vice-ministério da Cerveja para que eu e todos os bêbados fiquemos felizes", afirmou Víctor Rey, um vendedor ambulante de bananas.

Pelo Twitter, o ex-diplomata e apresentador, Leopoldo Castillo, chamou a medida de "vergonha internacional". "... a suprema felicidade do povo... Pena que com este homem não haja limites", escreveu.

Opositores de Maduro acusam o governo de gastar milhões de dólares com medidas contra a pobreza que não geram soluções ao longo prazo. Para a Mesa da Unidade Democrática (MUD), as "missiones" são uma forma do governo manter seus adeptos sem, de fato, oferecer soluções sólidas contra a pobreza. /AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.