Vietnã rejeita pedido dos EUA para soltar padre católico

O Vietnã rejeitou hoje um pedido dos EUA em favor da libertação de um sacerdote católico alegando tratar-se de um assunto interno. "Ele violou a lei vietnamita e será julgado de acordo com a lei do Vietnã", disse o porta-voz do ministério de Relações Exteriores, Phan Thuy Thanh. "Protestamos contra qualquer interferência externa nos assuntos internos vietnamitas". A prisão, quinta-feira, do padre Thadeus Nguyen Van Ly foi a última de uma série de atitudes duras do governo comunista vietnamita contra membros de grupos religiosos considerados ilegais. Em visita ao Vietnã, o subsecretário de Estado James Kelly discutiu sobre a prisão do padre Ly durante encontro mantido hoje com o chanceler vietnamita Nguyen Dy Nien, disse um funcionário da embaixada norte-americana em Hanói. Em declarações a uma comissão do governo norte-americano em fevereiro, Ly, de 54 anos, pediu que o Congresso dos EUA adiasse a ratificação de um acordo comercial com o Vietnã até Hanói conceder maior liberdade religiosa aos vietnamitas. O governo vietnamita proíbe as atividades religiosas das organizações estrangeiras e só reconhece sete grupos religiosos.

Agencia Estado,

18 Maio 2001 | 18h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.