Zelaya quer que EUA esclareçam se apoiam seu retorno

O presidente deposto de Honduras, José Manuel Zelaya, pediu hoje aos Estados Unidos que esclareçam se apoiam ou não sua restauração à presidência, um dia antes da data assinalada para que tome posse o governo de unidade nacional que deveria surgir após os acordos para acabar com a crise política.

AE-AP, Agencia Estado

04 Novembro 2009 | 20h58

Zelaya fez a exortação numa carta enviada à secretária de Estado americana, Hillary Clinton. Na semana passada, o secretário adjunto para Assuntos do Hemisfério Ocidental dos EUA, Thomas Shannon, disse à emissora de televisão "CNN" que seu país respaldaria as eleições hondurenhas, independentemente da decisão que o Congresso de Honduras tomar sobre o futuro do líder deposto.

Mais conteúdo sobre:
Honduras Zelaya EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.