1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Primavera Árabe

Capital líbia testemunha sobrevoo de aviões de guerra e explosões

HEBA AL-SHIBANI E FERAS BOSALUM - REUTERS

18 Agosto 2014 | 11h 31

Aviões de guerra não identificados sobrevoaram Trípoli e explosões foram ouvidas no início desta segunda-feira na capital líbia, relataram moradores, no que pode sinalizar uma escalada profunda em mais de um mês de combates entre facções armadas.

Vários canais de televisão líbios afirmaram que os aviões miraram bases de milicianos de Misrata que têm enfrentado brigadas de Zintan, no oeste do país, para retomar o controle de Trípoli, nos piores episódios de violência desde a deposição de Muammar Gaddafi em 2011.

Moradores da capital disseram ter ouvido vários caças após a meia-noite, seguidos de altas explosões. Não se ouviram mais aviões, mas os embates terrestres entre as milícias recomeçaram em algumas partes da cidade pela manhã.

Uma fonte de Zintan afirmou que os combatentes de sua unidade viram aviões bombardeando uma posição de Misrata, embora repórteres da Reuters não tenham tido acesso à área de imediato.

A luta entre brigadas de Misrata e Zintan se desenrola em Trípoli há mais de um mês, forçando a Organização das Nações Unidas (ONU) e países ocidentais e árabes a retirar seu pessoal.

Mas os confrontos têm se limitado à ação terrestre, com artilharia e foguetes. Acredita-se que nenhuma das milícias possua aeronaves de guerra, e o enfraquecido governo central só conta com uma força aérea defasada e necessitada de reparos.

Sites de notícias pró-Misrata acusaram o general renegado Khalifa Haftar, que usou alguns aviões de uma base aérea sob seu controle em Benghazi para atacar militantes islâmicos no leste da Líbia.

Primavera Árabe