1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Irã e EUA se reúnem em Genebra para tratar de acordo nuclear

STE - REUTERS

04 Setembro 2014 | 09h 19

Washington tenta persuadir o Irã a reduzir seu programa em troca de um afrouxamento das sanções que têm prejudicado o país

Morteza Nikoubazl/NYT
A eleição do presidente Hassan Rouhani, em 2013, aumenta as esperanças de um acordo sobre o impasse

O Irã e os Estados Unidos se reuniram em Genebra para conversas bilaterais nesta quinta-feira, à medida que a diplomacia internacional tem se intensificado para encerrar uma longa disputa sobre as atividades atômicas de Teerã até o prazo final, estipulado para fim de novembro.

A chefe do escritório de Relações Exteriores da União Europeia, Catherine Ashton, confirmou que o Irã e seis potências mundiais vão realizar em 18 de setembro em Nova York sua primeira reunião desde que não conseguiram cumprir o prazo anterior, de 20 de julho.

O prazo foi estendido até 24 de novembro após seis meses de conversas porque grandes diferenças persistiam sobre o escopo futuro do programa iraniano de enriquecimento de urânio, que pode ter tanto aplicações civis quanto militares.

As seis potências - EUA, Rússia, China, França, Alemanha e Grã-Bretanha - buscam persuadir o Irã a reduzir seu programa nuclear em troca de um afrouxamento nas sanções que têm severamente prejudicado a economia do país, altamente dependente do petróleo.

A eleição no ano passado do presidente Hassan Rouhani, amplamente visto como uma pessoa pragmática, aumenta as esperanças de um acordo sobre o impasse, após anos de crescente tensão e o temor de uma nova guerra no Oriente Médio, e um acordo interino foi alcançado entre o Irã e as seis potências no ano passado.

Mas diplomatas ocidentais dizem que os lados continuam discordando sobre o acordo final - especialmente a questão de quantas centrífugas de enriquecimento de urânio o Irã poderia operar - e que um resultado bem-sucedido nas negociações está longe de ser garantido.

Países ocidentais suspeitam que o programa do Irã tenha como objetivo a busca da capacidade de construir uma bomba nuclear. Teerã diz que se trata de um projeto para gerar eletricidade.

A reunião de quinta-feira em Genebra entre altos representantes dos EUA e do Irã é a segunda na cidade suíça no último mês.

A agência de notícias iraniana Irna e um funcionário norte-americano confirmaram que as discussões estavam em andamento. "Se houver boa vontade e uma abordagem construtiva, podemos chegar a um resultado desejado antes de 24 de novembro", afirmou na noite de quarta-feira o vice-chanceler iraniano, Majid Takht-Ravanchi, segundo a Irna.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo