1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Irã e seis potências retomam diálogo sobre programa nuclear

Sem um acordo, o Oriente Médio correria o risco de uma nova guerra no caso de Israel atacar as instalações nucleares do país

Irã, Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, Alemanha, Rússia e China tinham estabelecido prazo até 20 de julho para concluir o acordo nuclear
Irã, Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, Alemanha, Rússia e China tinham estabelecido prazo até 20 de julho para concluir o acordo nuclear

Seis potências mundiais e o Irã deram início à sua quinta rodada de negociações nucleares nesta terça-feira, na esperança de salvar as perspectivas de um acordo sobre a controversa atividade atômica iraniana até o prazo final fixado para 20 de julho.

Com tempo cada vez mais curto para evitar a prorrogação da conversações, os negociadores enfrentam enormes desafios para chegar a acordos em menos de cinco semanas quanto ao futuro escopo do programa nuclear do Irã.

Sem um acordo, o Oriente Médio correria o risco de uma nova guerra no caso de Israel - que considera a possibilidade de um Irã com armas nucleares como uma ameaça à sua existência - atacar as instalações nucleares do país.

O governo iraniano nega ter qualquer intenção militar em seu programa de energia nuclear e diz que seu objetivo é produzir eletricidade e rádio-isótopos para tratamentos médicos.

As conversações entre o Irã e os Estados Unidos, Rússia, China, Grã-Bretanha, França e Alemanha na capital austríaca, Viena, devem durar até sexta-feira e ser retomadas no mês que vem, antes do prazo final.

(Reportagem de Justyna Pawlak)