Irã inicia produção em série de mísseis termoguiados

"Disparado de avião, este míssil pode perseguir objetos no ar a uma distância de 100 quilômetros", diz militar

EFE,

14 Novembro 2009 | 08h28

O Exército iraniano iniciou a produção em série de mísseis termoguiados ar-ar, informou neste sábado, 14,o comandante chefe Das Forças Aéreas, general Hassan Shahsafi. "Este míssil, disparado de um avião, pode perseguir objetos no ar a uma distância de 100 quilômetros", explicou o militar, citado pela agência oficial de notícias local "Irna".

 

Shahsafi acrescentou que "este míssil não detectável já foi testado com sucesso pelo Exército iraniano em várias ocasiões", e que, por isso, foi decidido agora "produzi-lo em série".

 

"A Força Aérea deve ser forte tanto por nosso interesse quanto pelo fato de que estamos em uma região de grande importância estratégica, com fontes de energia de que as potências ocidentais precisam", disse.

 

O Irã está desde os anos 80 sob um embargo armamentístico imposto pelos Estados Unidos. No entanto, desde 1992, conseguiu iniciar um programa próprio de desenvolvimento bélico que lhe permitiu modernizar seu arsenal e obter mísseis de médio alcance.

 

Além disso, grande parte da comunidade internacional acusa o Irã de esconder, sob seu programa civil, outro de natureza clandestina e aplicações bélicas, cujo objetivo seria a aquisição de armamento atômico, alegação que o Irã nega.

Mais conteúdo sobre:
Irã armas nucleares

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.