Israel destrói túnel que avançava em território israelense e egípcio

O túnel pertencia à organização terrorista Hamas e o governo israelense alega que seria usado para ataques contra o país

EFE

14 Janeiro 2018 | 05h54

JERUSALÉM - A força aérea israelense destruiu na noite de sábado, 13, um túnel que saía da Faixa de Gaza, sob o ponto fronteiriço de Kerem Shalom, e penetrava em território israelense e egípcio.

"O túnel pertencia à organização terrorista Hamas e atravessava a fronteira sob o cruzamento de Kerem Shalom, adjacente ao gasoduto e cruzava para o Egito", declarou o Exército, que detectou a construção em coordenação com as autoridades egípcias.

+++ Israel fecha fronteira com Gaza após disparos de foguetes palestinos

O porta-voz militar Jonathan Conricus assegurou em coletiva de imprensa que não se tratava de um túnel de contrabando, como os que costumam construir na fronteira com o Egito para o tráfego de mercadorias, mas sim de um ofensivo, do qual "realizariam ataques contra" Israel.

+++ Trump abala acordo entre Fatah e Hamas

"Quando entendemos claramente de onde vinha e qual era o seu objetivo, o destruímos", explicou hoje Conricus.

A passagem de Karem Shalom, a única habilitada para cruzamento de mercadorias para Gaza, ficou fechada e segundo Conricus será reaberta o mais rápido possível. /EFE

Mais conteúdo sobre:
Israel [Ásia] Palestina [AL] Hamas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.