1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Kerry pressiona Maliki após Iraque perder controle de fronteira oeste

LESLEY WROUGHTON E AHMED RASHEED - REUTERS

23 Junho 2014 | 12h 03

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, se encontrou em Bagdá com o primeiro-ministro do Iraque, Nuri al-Maliki, nesta segunda-feira para pressioná-lo por um governo mais inclusivo, enquanto as forças federais abandonavam a fronteira com a Jordânia, deixando a fronteira ocidental inteira sem controle governamental.

Tribos sunitas assumiram o controle da fronteira no deserto de Turaibil, o único ponto de passagem legal entre o Iraque e a Jordânia, depois que as forças de segurança iraquianas fugiram, segundo fontes de segurança dos dois países.

Os líderes tribais estavam negociando entregar o posto de controle aos islamistas sunitas do Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), que tomaram o controle de duas passagens principais para a Síria nos últimos dias e expulsaram as forças do governo liderado pelos xiitas, seguindo rumo a Bagdá.

As forças curdas controlam o terceiro posto fronteiriço com a Síria, no norte, deixando as tropas do governo sem nenhuma presença nos 800 quilômetros da fronteira ocidental, que incluem algumas das mais importantes rotas comerciais do Oriente Médio.

Para os rebeldes, controlar a fronteira é um passo decisivo para seus planos de eliminar a fronteira moderna por completo e construir um califado em território da Síria e do Iraque.

Os Estados Unidos, que retiraram suas tropas do Iraque em 2011 - depois da ocupação que se seguiu à invasão em 2003 que derrubou o ditador Saddam Hussein -, vêm se empenhando em ajudar o governo de Maliki a conter a insurgência sunita liderada pelo EIIL, um braço da Al-Qaeda que tomou cidades do norte este mês.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, concordou na semana passada em enviar cerca de 300 membros das forças especiais como conselheiros, mas evita enviar forças para ataques aéreos, bem como tropas terrestres.

No entanto, o governo norte-americano tem sido solidário com as queixas de muitos sunitas, que dominavam o Iraque sob Saddam, de que Maliki vem conduzindo um governo xiita sectário, excluindo-os do poder.

Um dos mais importantes e ativos líderes sunitas de Bagdá, o presidente do Parlamento, Osama al-Nujaifi, concorda com Kerry que é necessária uma abordagem dupla para derrotar a ameaça do EIIL: "Nós temos que enfrentá-los através de operações militares diretas e através de reforma política", ele disse a Kerry.

Washington teme que Maliki e seus colegas xiitas, que ganharam eleições apoiadas pelos Estados Unidos, estejam fortalecendo a insurgência ao alienar sunitas moderados que lutaram contra a al-Qaeda, mas agora se juntam ao EIIL. Embora o governo norte-americano tome o cuidado de não dizer publicamente que quer o afastamento de Maliki, autoridades iraquianas dizem que essa mensagem já foi entregue nos bastidores.

Houve pouca conversa fiada no encontro entre Kerry e Maliki. Ao final, Kerry comentou: "Foi bom".

No domingo o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, acusou Washington de tentar recuperar o controle do Iraque, que já ocupou, o que foi negado por Kerry.

(Reportagem adicional de Suleiman al-Khalidi)

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo