Netanyahu diz que só negociações levarão a Estado palestino

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou no domingo que não há alternativas às negociações para assegurar a paz e que qualquer medida unilateral tomada pelos palestinos deixaria sem efeito acordos passados.

REUTERS

15 Novembro 2009 | 18h20

Funcionários palestinos sinalizaram que planejam levar sua busca de independência ao Conselho de Segurança das Nações Unidas.

"Não há substituto para as negociações entre Israel e a Autoridade Palestina, e qualquer caminho unilateral só vai desembaraçar o marco dos acordos entre nós e só trará passos unilaterais do lado de Israel", disse.

Netanyahu, que discursava durante evento sobre a situação do Oriente Médio em Jerusalém, não referiu-se diretamente à decisão dos palestinos de ir à ONU para o reconhecimento do seu Estado. Ele tampouco mencionou os possíveis passos unilaterais que Israel poderia tomar.

(Reportagem de Ari Rabinovitch)

Mais conteúdo sobre:
ISRAEL PREMIE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.