Número de baixas civis no Afeganistão no começo do ano sobe, diz Pentágono

País registrou 90 mortes entre janeiro e abril de 2009 frente a 51 baixas em igual período de 2009

Reuters,

12 Maio 2010 | 22h33

WASHINGTON- O número de civis afegãos mortos pelas mãos das forças norte-americanas e da Otan subiu neste ano, apesar dos esforços para reduzir as sequelas da crescente guerra contra o Taleban, disse o Pentágono nesta quarta-feira, 12.

 

Veja também:

linkObama e Karzai reiteram 'boas relações' entre EUA e Afeganistão

 

Citando estatísticas ds Otan, o Pentágono afirmou que as forças americanas e da Otan causaram a morte de 90 civis entre janeiro e abril, uma alta de 76% em relação as 52 mortes no mesmo período de 2009.

 

O aumento demonstra a dificuldade de proteger os afegãos da violência enquanto os Estados Unidos enviam milhares de soldados ao Afeganistão para combater os insurgentes do Taleban, que habitualmente se escondem em bastiões onde se mesclam com a população.

 

O Exército americano fez da redução de baixas civis uma meta explícita de sua estratégia afegã, já que precisa do apoio popular para derrotar os talebans e ganhar a guerra.

 

O presidente Barack Obama reiterou esta meta na quarta, ao afirmar que seu país fazia todo o possível para evitar a morte de "alguém que não está no campo de batalha".

 

"Nossas tropas se colocam em risco, a maioria das vezes, para reduzir as baixas civis", disse Obama em uma coletiva de imprensa conjunta com seu colega afegão, Hamid Karzai, em Washington.

 

"Frequentemente eles se abstêm de disparar, estão duvidando, estão sendo cautelosos sobre como operam, mesmo se para eles seja mais seguro seguir adiante e se alhearem dessas situações", disse Obama.

 

Muitas das mortes aparentam se relacionar a incidentes de alto perfil, e o que sobressai entre eles é um ataque aéreo em fevereiro que, segundo um funcionário da Otan, causou a morte de 23 civis.

 

O funcionário, comentando as cifras, destacou que o aumento nas mortes deve ser visto no contexto de um maior força combativa que ataca diretamente os talebans em seus antigos bastiões.

 

A ONU estima que no ano de 2008 as tropas afegãs e estrangeiras causaram a morte de cerca de 25% menos de civis que no ano anterior. Mas o total de mortes civis subiu porque o número de baixas provocadas por insurgentes subiu cerca de 40%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.