Porta-voz de clérigo xiita anuncia cessar-fogo no Iraque

Aplicação do cessar-fogo entre governo e milicianos do Exército Mehdi entrará em vigor domingo, 11

Reuters

10 Maio 2008 | 10h31

Salah al Obeidi, porta-voz oficial do clérigo xiita Moqtada al-Sadr, anunciou neste sábado, 10, que seu grupo fechou um acordo com o Governo para o final dos confrontos em Cidade de Sadr, leste de Bagdá, Iraque.   Segundo Obeidi, a aplicação do cessar-fogo entrará em vigor no domingo, 11, e com ele se espera o final dos combates entre o Exército iraquiano e os milicianos do Exército Mahdi, formado por partidários de Sadr.   "Foram acertados vários pontos que garantirão os direitos e deveres das duas partes (Governo e bloco de Sadr), e que conduzirão ao fim da violência na Cidade de Sadr", declarou o porta-voz na cidade de Najaf, cerca de 160 quilômetros ao sul de Bagdá.   Assim, Obeidi deixou claro que o acordo, cujas cláusulas serão cumpridas em quatro dias, inclui um cessar-fogo, a retirada dos milicianos e a abertura dos acessos à Cidade de Sadr.   O acordo também permite que as forças governamentais iraquianas realizem operações para prender pessoas procuradas por crimes, mas respeitando os civis, disse o porta-voz.   No entanto, o clérigo explicou que o entendimento conseguido com as autoridades não obriga o desarmamento e a dissolução do Exército Mahdi.   Obeidi também adiantou que o bloco de Sadr e o Governo iraquiano formaram um comitê de acompanhamento para o cumprimento do acordo.   O anúncio do acordo foi realizado após a emissora estatal Al-Iraquiya revelar que 30 homens armados morreram em operações das forças especiais de segurança iraquianas na Cidade de Sadr.   Nas operações, os agentes prenderam outras oito pessoas armadas, informou a emissora, que não disse quando as operações aconteceram.   Já uma fonte de um hospital da Cidade de Sadr afirmou que o centro médico recebeu 13 corpos e 80 feridos após confrontos registrados entre a noite de sexta-feira,9, e a deste sábado, 10.   Além disso, o comando militar americano anunciou que suas tropas abateram ontem 11 supostos milicianos xiitas na Cidade de Sadr, e outros oito em várias regiões de Bagdá.

Mais conteúdo sobre:
Iraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.