Programa de TV no Irã sai do ar por abordar questões da mulher

Importante diretora de cinema do país comentava sobre as dificuldades que as mulheres encontram na arte

Efe,

21 Novembro 2009 | 14h00

Os responsáveis da televisão pública iraniana interromperam neste sábado, 21, poucos minutos após o início, uma conversa ao vivo com uma importante diretora de cinema, depois que esta começou a falar dos problemas das mulheres iranianas. Segundo a agência de notícias Isna, os produtores do programa matutino ao vivo da televisão pública tinham convidado a diretora de cinema Puran Derakhshandeh para discutir o tema da mulher no cinema iraniano.

 

Veja também:

linkIrã realizará manobras militares de proteção a setor nuclear

linkComissão da ONU condena Irã por repressão pós-eleitoral

especialEspecial: O histórico de tensões do Irã 

 

"Quando respondi à primeira pergunta do apresentador sobre minhas críticas a respeito da situação da mulher no cinema iraniano, o programa foi interrompido de repente", disse Derakhshandeh, em declarações à Isna. O programa de 30 minutos é transmitido todas as manhãs às 8h e fala sobre o mundo do cinema.

 

Após a interrupção do programa, os produtores pediram desculpas a Derakhshandeh e lhe ofereceram para gravar previamente suas declarações para evitar "os erros técnicos" ocorridos no programa ao vivo.

 

Derakhshandeh disse que, quando se convida uma diretora de cinema para falar do lugar da mulher no cinema e interrompem de repente o programa, isso quer dizer que não querem que este tipo de questão seja colocado nos meios de comunicação.

 

"A única coisa que disse é que as mulheres apresentadas no cinema iraniano não se parecem com as da sociedade no Irã, já que estas enfrentam outros problemas além do amor e do casamento, que infelizmente são menos tratados no cinema", disse a diretora.

Mais conteúdo sobre:
Ira programa TV mulher

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.