Quatro talebans morrem durante ataque a base americana no Afeganistão

O confronto entre os rebeldes e os soldados norte-americanos e afegãos durou cerca de uma hora

Efe

19 Maio 2010 | 03h21

CABUL - Quatro talebans morreram nesta quarta-feira, 19, em um ataque contra a principal base americana no Afeganistão, em Bagram, a cerca de 50 quilômetros de Cabul, informou o chefe da polícia local, Abdul Rahman Sayedkhil.

 

Abdul Rahman explicou que os talebans estavam armados com fuzis automáticos, foguetes e explosivos presos ao corpo, e causaram ferimentos a oito soldados americanos no tiroteio.

 

Segundo o chefe da polícia de Parwan, cinco rebeldes suicidas realizaram um ataque por volta das 3h no horário local (19h30 de terça-feira em Brasília) contra os postos de controle da instalação.

 

Durante uma hora, os soldados americanos e afegãos que vigiam a base mantiveram uma troca de tiros com os rebeldes. Três dos insurgentes morreram após serem atingidos por disparos, enquanto um quarto detonou a carga explosiva que levava, explicou o chefe policial, que acrescentou que o quinto rebelde foi detido.

 

Segundo Sayedkhil, oito soldados americanos ficaram feridos no confronto, que não causou baixas às tropas afegãs e americanas. Um porta-voz das forças da Otan disse ter conhecimento do ataque à base, mas ainda não tem informação detalhadas.

 

Os talebans assumiram a autoria do ataque através de seu porta-voz, Zabiullah Mujahid, que confirmou a participação de cinco insurgentes e assegurou que eles causaram 20 baixas mortais entre as tropas dos EUA.

 

Mujahid acrescentou que a ação contra Bagram é parte da nova operação "Fatah" anunciada nos últimos dias, que vai causar uma intensificação de seus ataques em todo o país, com alvos nas grandes cidades.

 

Na terça-feira, 18, seis soldados estrangeiros e doze civis morreram em Cabul na ação de um suicida taleban, que lançou um veículo carregado com explosivos contra um comboio da Isaf. Cerca de 50 pessoas ficaram feridas neste atentado, que aconteceu nas proximidades de um centro de recrutamento do exército do Afeganistão, no oeste da capital.

Mais conteúdo sobre:
Taleban Afeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.