Osama Bin Laden é morto em operação americana. Acompanhe as últimas notícias e análises no blog, direto do Afeganistão!

adrianacarranca

02 de maio de 2011 | 02h49

No twitter @AdrianaCarranca

* Horário local em Cabul, Afeganistão (+7:30 de Brasília)

20:30* – Cabul deserta.

*

20:00 – Taleban continua em silêncio sobre operação que matou Bin Laden

*

17:30 – Afeganistão e Paquistão em alerta.

Embaixadas, organizações não-governamentais, escritórios das Nações Unidas fecharam as portas mais cedo hoje, tanto no Afeganistão quanto no Paquistão. Muitos voltaram para casa antes da reza do horário do almoço, uma das mais importantes para os muçulmanos, quando os líderes religiosos falam aos fieis. Manifestações, como a que ocorreu no início de abril em Mazar-e Sharif contra a queima do Alcorão por um pastor americano, que resultou na morte de see funcionários da ONU, costumam acontecer depois da reza da hora do almoço e havia receito de que a morte de Bill Laden pudesse provocar esse tipo de reação. Mas, pelo menos do lado afegão, a população dnas ruas comemorou a morte do terrorista.

Ainda assim, todos os vôos saindo de Cabul foram cancelados até domingo. Existe o medo de que o Taleban e a AlQaeda promova ataques em represália pela morte de Bin Laden. Durante toda a semana, os serviços intenacionais devem funcionar apenar parcialmente.

*

16:30 – Ninguém aqui está caindo muito nessa história de que o corpo de Osama Bin Laden foi jogado no mar…

*

14:50 – Algumas perguntas que ficam, depois da morte de Osama Bin Laden:

Por que foram precisos dez anos para localizar Bin Laden?

Como fica a relação entre os Estados Unidos e o Paquistão, uma vez que o terrorista foi encontrado em uma casa a menos de 100km da capital paquistanesa, Islamabad, e a 15 minutos da maior base militar paquistanesa?

Bin Laden foi o motivo ara a invasão do Afeganistão. Com ele morto, faz sentido para os Estados Unidos e as outras 41 nações com tropas no Afeganistão seguiram com essa guerra?

Se a guerra continua, qual é o objetivo agora?

A morte de Osama Bin Laden fará com que a insurgência no Afeganistão recue ou sua morte pode transformá-lo em um mártir e, assim, estimuar ainda mais ataques no país e fora?

*

13:40 – Um dos filhos de Bin Laden também estaria morto. A última notícia sobre o corpo do terrorista ainda é a de que teria sido jogado no mar pelas forças americanas. Mas ninguém está acreditando muito nessa história.

*

13:35 – E o Obama matou o Osama. Todo mundo está fazendo a maior confusão com os nomes, até eu que num certo ponto escrevi Osabama… OBama matou OSama e eu misturei tudo. Quem diria que nós iríamos ver eleito presidente dos Estados Unidos um americano negro, descendente de muçulmanos, de nome quase igual ao do inimigo número 1 da América (exceto por uma letra) e que ele seria, afinal, o responsável pela caçada e morte do terrorista, hein?

*

12:30 – Corpo de Bin Laden teria sido jogado no mar.
E o Afeganistão tem mar? Logo as especulações sobre onde estaria o corpo de Osabama Bin Laden começaram a se espalhar. Os Estados Unidos informaram que o corpo teria sido jogado no mar – para evitar que o local do túmulo, em solo afegão, paquistanês ou saudita, se tornasse o monumento ao terrorismo. A preocupação é de que Osama Bin Laden se torne um mártir e, mesmo morto, estimule novos atentados e ainda mais violência contra o Ocidente. Ao ouvir a notícia, um jornalista afegão não perdeu a piada: “E onde é que o Afeganistão tem mar? Não temos água!”

*

11:30 – “O Taleban deve aprender a lição com a morte de Bin Laden”, diz o presidente do Afeganistão Hamid Karzai.

Em um discurso no Palácio do Governo, transmitido ao vivo pela TV local RTA (Radio and Talevision network of Afghanistan) na manhã de ontem, o presidente do Afeganistão Hamid Karzai disse que o líder da Al-Qaeda, o saudita Osama bin Laden, foi “punido por seus atos” e que os Taleban deveriam “aprender a lição com a sua morte, se ainda não o fizeram”, e engajar-se no processo de paz. Karzai falou a representantes das províncias em um encontro que já estava agendado, em Cabul. Karzai támbém disse que Osama e seus seguidores mataram milhares de afegãos antes e depois dos ataques em Nova York, em 11 de setembro de 2001.

“A presença de Bin Laden no Paquistão prova ao mundo que o Afeganistão estava correto, quando falávamos sobre a luta contra o terrorismo estar concentada em nosso país”, disse Karzai. “A luta contra o terrorismo não está em nossas cidades ou vilarejos, nem está em nossas casas, e eles (militares) devem parar de fazer buscas em nossas casas. Nós procuramos Osama em Logar, Kandahar, Badakhshan (províncias afegãs)… Mas em uma ação ontem, Osama foi encontrado no Paquistão”, completou Karzai

*

10:30 – O assessor direto do presidente Hamid Karzai diz que a morte de Osama Bin Laden não deve mudar a situação no Afeganistão. “A guerra no Afeganistão se tornou um problema doméstico”, ele diz. Karzai falará no Palácio. O discurso será transmitido pela TV nacional afegã.

*

9:00 – Começam a chegar informações com detalhes da operação, mas ainda não confirmadas. Segundo a TV paquitanesa Express TV, Osama Bin Laden vivia confinado em uma mansão cercada por muros de 5 metros, sem telefone ou Internet. Não está claro quem fazia a segurança do terrorista. A operação secreta da CIA tera levado 40 minutos e eixado três homens, incluindo Bin Laden, e uma mulher mortos. Outras mulheres e crianças teriam sido levados e estão sob custódia americana. A TV paquistanesa divulgou uma foto do corpo de Bin Laden, mas a veracidade da imagem ainda não foi confirmada. Segundo fonte da Agência de Inteligência Americana, Bin Laden estava armado e teria lutado pessoalmente contra os militares.

*

8:15 – “Os Estados Unidos conduziram uma operação que matou Osama bin Laden, o líder da Al-Qaeda”, confirma o presidente dos Estados Unidos, Barak Obama.

As principais frases de Obama:

“Nos últimos 10 anos, graças ao trabalho incansável e heroico de nossos profissionais militares e contraterrorismo, conseguimos grandes avanços. (…) Mesmo assim Osama bin Laden evitou a captura e escapou através da fronteira do Afeganistão com o Paquistão. Enquanto isso, a Al-Qaeda continuava a operar ao longo dessa fronteira e através de seus associados através do mundo.”

“Logo que assumi o governo, determinei a Leon Panetta, diretor da CIA, que a morte ou captura de Bin Laden seria a prioridade nossa guerra contra a Al-Qaeda.”

“Em agosto passado, depois de anos de um trabalho minucioso de nossa comunidade de inteligência, fui informado de uma possível pista que levava a Bin Laden. (…) Finamente, na semana passada, determinei que tínhamos informações suficientes para agir, e autorizei uma operação para capturar Osama bin Laden e levá-lo ante a justiça.”

“Hoje, sob minha direção, os Estados Unidos lançaram uma operação contra aquele complexo em Abbottabad, Paquistão. Uma equipe de americanos conduziu a operação com extraordinária coragem e capacidade. Nenhum americano ficou ferido. Eles tiveram o cuidado de evitar vítimas civis. Depois de um tiroteio, eles mataram Osama bin Laden e assumiram a custódia de seu corpo.”

“Sua morte não marca o fim de nosso esforço.”

“Devemos também reafirmar que os Estados Unidos não estão – e nunca estarão – em guerra contra o Islã. (…) Bin Laden não era um líder muçulmano; ele era um assassino em massa de muçulmanos. De fato, a Al-Qaeda assassinou milhares de muçulmanos em vários países, incluindo o nosso.”

“Através dos anos, repetidamente deixei claro que adotaríamos uma ação no Paquistão se soubéssemos onde Bin Laden estava. Foi isso o que fizemos. Mas é importante notar que nossa cooperação contraterrorismo com o Paquistão nos ajudou a nos levar a Bin Laden e ao complexo onde ele se escondia. De fato, Bin Laden também declarou guerra contra o Paquistão e ordenou ataques contra o povo paquistanês. Esta noite, liguei para o presidente Zardari, e minha equipe também falou com seus colegas paquistaneses. Eles concordaram que esse é um dia histórico para nossas nações. E agora é essencial que o Paquistão continue unido a nós na luta contra a Al-Qaeda e seus associados.”

*

7:47 – Eram 7:47 no horário local (0:17 no Brasil) quando recebi a ligação de um jornalista afegão: “Bin Laden está morto”.

Uh? O saudita Osama Bin Laden foi o motivo pelo qual os Estados Unidos ingressaram nessa guerra sem fim no Afeganistão, onde o terrorista era supostamente mantido sob proteção do Taleban. Mas uma década do início das operações, seu nome era raramente lembrado. Há muito Bin Laden estava fora das operações terroristas perpretadas em solo afegão e, acredita-se, também das ações internacionais organizadas pela rede terrorista criada por ele, a AlQaeda. Sou nome se tornou mais um símbolo da jihad (guerra santa). E as consequências de sua morte ainda são incertas.

Horário incerto (entre meia-noite e 3hs) – Operação de caça a Osama Bin Laden começa. O saudita é morto em uma operação comandada pela CIA, em Abbottabad, na regiãop metropolitana de Islamabad, no norte do Paquistão. A operação é mantida secreta até mesmo das autoridades paquistanesas. Abbottabad é uma cidade militar, base da academia paquistanesa, altamente vigiada por soldados. E fica a apenas 116km da capital, Ialamabad.

*

Comentários anti-semitas, islamofóbicos e anti-árabes, racistas, discriminatórios ou que coloquem um povo, raça ou religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os comentários devem ter relação com algum dos temas do post. O blog está aberto a discussões educadas, relevantes e com pontos de vista diferentes.