Afeganistão vive a maior seca em 30 anos

Afeganistão vive a maior seca em 30 anos

adrianacarranca

20 de dezembro de 2008 | 18h45

Não bastasse a guerra, o Afeganistão enfreta a maior seca dos últimos 30 anos. O rio Cabul, que atravessa a capital homônima, não tem mais água. As crianças sobem e descem as ruas áridas com regadores e baldes abastecidos com água para as famílias em poços artesianos colocados por agências humanitárias como o Crescente Vermelho.

Somente 23% dos afegãos têm acesso à água tratada.

As crianças escavam a terra dura em busca de poços.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.