Minustah ou Turistah?

Minustah ou Turistah?

adrianacarranca

30 de março de 2010 | 16h18

HAiti_BelAirdoAlto

O plano para reconstrução do Haiti, que será apresentado amanhã na sede da ONU, em Nova York, a cerca de 60 nações doadoras, traz um novo código de obras e edificações, um plano de habitação que ao mesmo tempo promova a migração de parte da população da adensada Porto Príncipe para o interior, além de um projeto de reflorestamento do país.

A pergunta é: Se a Missão das Nações Unidas para Estabilização no Haiti (Minustah, na sigla em francês) opera no país desde 2004, quando todos os problemas que se vê hoje já estavam lá, por que foi preciso esperar que um terremoto matasse 230 mil pessoas para vir com o plano?

A resposta ninguém sabe. Mas, nas ruas de Porto Príncipe, os haitianos já chamam a Minustah, carinhosamente, de Turistah. É um bom sinal de como eles vêem a missão da ONU no país, que não raro tem seus funcionários estrangeiros circulando pelas ruas da capital de carro e protegidos por seguranças privados, tirando fotos para mandar de souvenir a familiares e amigos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.