Conclusão

Afra Balazina

13 de dezembro de 2010 | 19h12

Confesso que estava bem desanimada com os poucos progressos observados ao longo das duas semanas em que acompanhei a Conferência do Clima de Cancún. Até o penúltimo dia, parecia que não haveria acordo nenhum, a não ser o de continuar negociando no próximo ano. Seria mais um grande balde de água fria, depois do enorme fracasso de Copenhague.
Felizmente, houve consenso em algumas decisões. O chamado Acordo de Cancún, na verdade um pacote de decisões para combater as mudanças climáticas, é fraco e poderia ser bem mais ambicioso. Está claro que nem de longe resolverá a questão.
Porém, foi um avanço importante. Muitos delegados, como a comissária para clima da União Europeia, Connie Hedegaard, temiam pelo impacto que mais uma derrota provocaria ao processo multilateral da ONU. Sem dúvida, seria um baque forte para a Convenção do Clima da ONU(UNFCCC), ainda mais num momento em que o Painel do Clima da ONU (IPCC) não passa por uma boa fase e enfrenta algum descrédito.
Foi um resultado que, embora não nos permita dar pulos de alegria, pode ajudar a conseguir avanços mais significativos no futuro.
Se isso vai ocorrer vai depender de como as decisões serão implementadas. Os países industrializados precisam entregar o dinheiro prometido. O comitê de adaptação às mudanças climáticas precisa ser criado e colocado em prática.
Algumas questões importantes foram postergadas. A principal é se o Protocolo de Kyoto terá uma segunda fase. Outra é definir como fazer o monitoramento e prestação de contas das ações dos países em desenvolvimento (chamada de Consulta e Análise Internacional (ou ICA, na sigla em inglês). Um ponto também em aberto é se as ações de captura e estocagem de carbono (conhecida como CCS) poderá entrar no mercado de carbono – a questão é polêmica porque as técnicas existentes hoje ainda não são totalmente confiáveis e há o receio de que o carbono estocado possa ser liberado para a atmosfera novamente.

Vejam o link para a reportagem sobre a conclusão da COP-16 publicada na versão impressão do Estadão:

http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,pases-fecham-pacote-de-decsoes-pelo-clma-em-cancun,652547,0.htm

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.