Espera

Estadão

18 de dezembro de 2009 | 15h12

Escrevemos hoje cedo sobre o quão injustificável havia sido a postura dos Estados Unidos nas discussões da 15a Conferência do Clima (COP-15) até aqui, e sobre como um eventual anúncio de novas propostas não poderiam anular sua falta de pró-atividade durante o processo de negociações.

Como se sabe, Obama disse ter vindo a Copenhague para agir, não para falar, mas acabou falando um pouco – e de forma arrogante, segundo a análise de muitos no Bella Center –, e não agindo. Espera-se, ao menos, que aceite o apelo do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, e que não deixe a capital dinamarquesa antes do fim das negociações.

Espera-se.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.