A Europa “envergonhada” e a França surda
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A Europa “envergonhada” e a França surda

andreinetto

15 de setembro de 2010 | 10h27

© SIPA

© SIPA

A França será investigada pela União Europeia por violação do direito europeu de livre circulação de pessoas. O anúncio foi feito em Bruxelas pela comissária Europeia de Justiça, Viviane Reding (foto), em um pronunciamento enfático contra a política de expulsão de ciganos, romenos e búlgaros implementada pelo presidente Nicolas Sarkozy.

Segundo a comissária da UE, a medida viola o direito das minorias. “Jamais pensei que a Europa seria novamente testemunha deste gênero de situação após a Segunda Guerra Mundial”, afirmou a comissária. Admitindo estar “enraivecida”, Viviane deixou a diplomacia de lado e sentenciou o governo francês: “É uma vergonha”.

A reprimenda reforça os argumentos da oposição a Sarkozy, uma reação da UE à ilegalidade – em relação à legislação europeia – das medidas que marcam a guinada à extrema-direita do governo. Além disso, são um indício de que a política de deportações será levada à Corte Europeia de Direitos Humanos.

Na manhã desta quarta-feira (15), Luc Chatel, porta-voz do Palácio do Eliseu, demonstrou não entender o recado. Em desafio à Viviane Reding, Chatel classificou as declarações como “inaceitáveis”.

A história dirá quem tem razão.

***

PS – Caros amigos, como muitos de vocês perceberam, estive ausente do blog. Não por descaso: foram questões importantes de ordem privada que me impediram de dedicar tempo a este espaço. Mas voltamos a conversar agora?

Ao Fábio, que me pediu novas informações sobre o Rafale, obrigado pela atenção. Vou escrever sobre um assunto correlato ainda hoje. Fábio, um abraço.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.