As notícias, segundo Carozo e Narizota
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

As notícias, segundo Carozo e Narizota

arielpalacios

18 de março de 2009 | 08h13

A programação da atual TV argentina é predominantemente convencional. Mas, ali também encontram-se pérolas inesperadas. Esse é o caso do Crónica TV, famoso por seu sensacionalismo. Nesse canal, durante a tarde, uma parte substancial do noticiário é apresentado por dois bonecos: Carozo (um cachorrão azul turquesa) e Narizota (um não-sei-o-quê com nariz vermelho).

carozo
A dupla de bonecos não se avexa de sua condição de marionetes

A situação é surrealista, com doses elevadas de ironia. Nos anos 80 Carozo e Narizota apresentavam um programa infantil. Mas, nos anos 90 mudaram de profissão e transformaram-se em jornalistas.

Carozo – com voz de baixo profundo – e Narizota – com voz esganiçada – anunciam aos telespectadores as notícias “light”, tais como novidades do hipódromo, a meteorologia, notícias da seção de espetáculos, entre outras.

Mas, ocasionalmente, durante o horário da dupla, ocorre alguma notícia urgente como a morte do papa ou eleições na França. Carozo e Narizota não se avexam de sua condição de marionetes e apresentam da mesma forma as notícias mais sérias.

O canal surgiu como uma evolução natural do jornal impresso homônimo. Os locutores, indefectivelmente, advertem com um “último momento” qualquer notícia, que é apresentada em letras brancas sobre um fundo vermelho, tendo de fundo musical – sempre, sempre – a retumbante marcha “Stars and stripes forever”. As manchetes podem ser supreendentes, tal como a sequência que dizia: “Caminhão de gado tomba na avenida Gaona – Vacas saem em disparada – Muitas das vacas vão na contra-mão”.

Hierarquia de notícias? De jeito nenhum. Tudo está misturado. Um jacaré que devorou um bebê na Zâmbia ou uma velhinha atropelada na esquina das avenidas 9 de Julio e Belgrano tem o mesmo destaque que o atentado contra as torres gêmeas ou a Bolsa em Wall Street despencando.

carozo2
Narizota e Carozo no happy hour após uma dura jornada de labuta jornalística

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.