Los Muchachos Obamistas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Los Muchachos Obamistas

arielpalacios

17 de abril de 2009 | 05h20

peron3
Juan Domingo Perón mostra a Barack Hussein Obama os corredores da Casa Rosada

Caso não ocorram contratempos, a presidente Cristina Fernández de Kirchner se encontrará nesta sexta-feira, em Trinindad Tobago, com o presidente americano Barack Obama. Ambos participarão da Cúpula das Américas.
Os humoristas em Buenos Aires especularam se desta vez Cristina conseguiria cumprimentar Obama, algo que não foi possível na recente reunião do Grupo dos 20 em Londres, tal como mostra este vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=CIXNYpsFYUc

Nos últimos meses Cristina fez o possível para associar a imagem de Obama à de seu governo. Além disso, causou estupefação ao tentar vincular Obama à tradição peronista.
Ela indicou em diversas ocasiões que novo presidente dos EUA assemelha-se muito ao defunto general Juan Domingo Perón, fundador do Peronismo, movimento conhecido por sua política estatizante, de proteção ao operariado, nacionalismo e assistencialismo social.

De quebra, CFK sugeriu que o Primeiro Mundo agora está copiando as receitas econômicas argentinas de Perón. E em diversas ocasiões sustentou que o Primeiro Mundo copia muitas ideias do próprio casal Kirchner.
“Obama parece muito com Perón!”, exclamou “La Pingüina” (a Pinguim-fêmea, como é chamada popularmente), sem pestanejar .

CFK explicou a inusitada comparação entre Perón e Obama: “Obama disse que os sindicatos não são parte do problema, mas sim, parte da solução. Ele disse que quer sindicatos grandes e prósperos junto com empresas grandes e prósperas. Não sei se Obama leu (os dicursos de) Perón, mas, acho que ele se parece muito”.

A inusitada comparação foi um prato cheio para os humoristas, que aproveitaram para perguntar se Obama realizaria em breve um remix da marcha “Los Muchachos Peronistas” e lançaria “Los Muchachos Obamistas”.

RECEITA PERONISTA-OBAMISTA
Cristina Kirchner também sustentou que “agora vemos como – em todo o planeta – aqueles que nos criticaram de estatizantes, de protecionistas…esses aí…todos, absolutamente todos os poderes centrais estão adotando medidas quase copiadas do modelo que colocamos em andamento em 2003”.

O diretor do Instituto Juan Domingo Perón, Lorenzo Pepe, concordou com Cristina. “Pois é, Obama tem muita coisa de Perón”.
E foi mais além. Pepe sustentou que as medidas que Obama está aplicando agora não são novidades para um peronista: “as coisas que o Perón disse há meio século, este homem – Obama – está descobrindo agora, por causa da crise”.

“A presidente teve um ‘ataque de importância’…ela acha que o mundo está copiando a Argentina. Isso é excessivo”, ponderou o economista Roberto Delgado, da consultoria Analytica.

BUSH TAMBÉM ERA PERONISTA E NÃO SABIA
Os vínculos entre o Peronismo e os EUA não são de agora, segundo os peronistas. Um deles, o ex presidente Carlos Menem (1989-99), afirmou enfático há quatro anos que o então presidente George W. Bush “utiliza frases de Perón em seus discursos”.

bombo2
Obama tocando o bumbo peronista, em montagem fotográfica do jornal “Crítica”
(‘bumbo’, instrumento par excellence do Peronismo; serve para preencher as pausas dos discursos dos líderes peronistas, além de ser de grande utilidade para atordoar os opositores políticos)

“Los Muchachos Peronistas” é a música emblemática que embala qualquer cerimônia ou manifestação do partido Justicialista, mais conhecido como “Peronista”. Aqui vão as duas primeiras estrofes:

Los muchachos peronistas
todos unidos triunfaremos,
y como siempre daremos
un grito de corazón:
¡Viva Perón! ¡Viva Perón!
Por ese gran argentino
que se supo conquistar
a la gran masa del pueblo
combatiendo al capital.

Perón, Perón, qué grande sos!
¡Mi general, cuanto valés!
¡Perón, Perón, gran conductor,
sos el primer trabajador

………………………………………

Os rapazes peronistas,
todos unidos triunfaremos,
e como sempre daremos
um grito de coração,
Viva Perón, viva Perón!
Por este grande argentino,
que a grande massa popular
soube conquistar
combatendo o capital

Perón, Perón, que grande você é!
Meu general, você vale muito!
Perón, Perón, grande líder,
Você é o trabalhador número um!
……………………………………………………

E a versão recomendada para Obama (no idioma de W.Shakesperare, Laurence Olivier e Pamela Anderson), caso Cristina Kirchner o convença de aderir ao Peronismo integralmente.

We, the Peronist guys
All united will prevail,
And as usual we will launch
A cry from our heart:
Viva Perón! Viva Perón!

For this great argentine
Who conquered
The will of the popular masses
Fighting the capital.
Perón, Perón, how great you are!
My general, how worthy you are!
Perón, Perón, our great guide,
You’re the worker number one!

Comentários racistas, chauvinistas, sexistas ou que coloquem a sociedade de um país como superior a de outro país, não serão publicados.
Tampouco serão publicados ataques pessoais entre leitores nem ocuparemos espaço com observações ortográficas relativas aos comentários dos participantes.
Além disso, não publicaremos palavras ou expressões de baixo calão.
E, acima de tudo, serão cortadas frases de comentaristas que façam apologia do delito.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.