Mais lunfardo e expressões portenhas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mais lunfardo e expressões portenhas

arielpalacios

06 de outubro de 2009 | 15h50

gauchio
Gaucho argentino, fotografado em 1868 em Lima, Peru. Feita no atelier dos irmãos Courret

Para começar a semana, umas expressões tipicamente portenhas…

Haceme una gauchada: “Me faz uma gauchada”. ‘Gauchada’ seria algo relativo ao ‘gaucho’, o habitante dos Pampas. Mas, neste caso, atribuindo ao gaucho uma boa disposição para ajudar as pessoas, equivale a “me quebra o galho”.
Segundo José Gobello, da Academia del Lunfardo, é um “favor que se faz generosamente e sem esperar recompensa alguma”.
Frase: “gracias, me hiciste una gauchada” (obrigado, você me fez uma gauchada).

Se hizo pomada: “Ficou feito pomada”. Isto é, ‘estatelou-se’. Exemplo: o deputado Mutatis Piantadini foi esmagado por um meteorito quando saia de sua garçonnière na rua Juncal. O meteorito ‘lo hizo pomada’. Também pode ser usado no sentido de “fazer alguém pomada”. Voltando ao deputado Mutatis Piantadini: no debate na TV, o deputado Mamerto Zoilo de Azcuénaga y Azcárate ‘hizo pomada’ o deputado Mutatis. Mais um exemplo: o plano econômico do governo ‘hizo pomada a los pobres’.

Que julepe!: “Que medo!” Julepe viria do árabe ‘chuleb’. Este, por seu lado, viria do persa ‘gul-ab’ (rosa-água), que possui o sentido de ‘xarope’. Um xarope com um toque adocicado, para dissimular o sabor. E, como muitas pessoas, especialmente tem (ou tinham, antigamente) medo de xarope, daí o ‘julepe’. A palavra integra o lunfardo portenho há pelo menos um século.

Jorobate!: Literalmente, ‘fique corcunda!’. Joroba é corcunda. Equivalente a ‘dane-se!”

Ni fu ni fa: Mais ou menos. Nem chove nem molha. Não cheira nem fede.

Chau pinela!: Tchau pinela! Expressão usada por pessoas de mais de 60 anos para indicar que algo acabou. Normalmente vem acompanhado do Y (e) na frente. “Y..chau pinela!”.

MARADONIANO ‘CHAU PINELA’?
“Depois das eliminatórias vou conversar com ‘Don’ Julio para ver se continuarei”. Com estas palavras, o técnico da seleção argentina, Diego Armando Maradona, indicou na terça-feira, pela primeira vez, que poderia deixar o posto que ocupa há quase um ano.

“Don Julio” é Julio Grondona, o poderoso presidente da Associação de Futebol da Argentina (AFA), entidade que comanda há 30 anos de forma ininterrupta.

Maradona está com a imagem em baixa. Após uma sequência de derrotas que colocaram a Argentina à beira da desclassificação para Copa do Mundo da África do Sul, a torcida exige sua remoção. Diversas pesquisas indicam que mais de 80% dos torcedores desejam que ele abandone seu posto.

“Meu compromisso é com os ‘muchachos’ (rapazes) e com Julio, a quem eu disse que aceitava o cargo quando ele me convocou. Depois que tudo isto passe (as eliminatórias da Copa do Mundo) voltarei a me reunir com Grondona. É que há coisas que aconteceram e que eu não gostei, e agora vou lhe dizer”, disse Maradona, com olheiras, o rosto inchado e visivelmente irritado com a perda de prestígio que está sofrendo.

Os analistas esportivos destacam que Maradona – errático em sua função de técnico – perdeu a autoridade perante vários jogadores que meses atrás o idolatravam.

“Quando cheguei, era o homem mais feliz do mundo. Mas, depois mudaram algumas coisas, sobre as quais falarei na hora adequada. Vou avaliar se eu continuo…com minhas condições”.
Maradona também lamentou a ausência do jogador Pablo Zabaleta, que está machucado, no jogo decisivo que a Argentina terá contra o Peru neste sábado. “Vou me virar com este plantel”, disse Maradona resignado.

A Argentina enfrentará o Peru no portenho estádio Monumental de Núñez no dia 10 de outubro. Quatro dias depois será a vez do confronto dos argentinos com o Uruguai em Montevidéu, no estádio Centenário.

vinheetas6s

E de brinde, umas frases de Mafalda, a menina-filósofa criada pelo cartunista Quino:

– Todos acreditamos no país! O que já não sei a esta altura é se o país acredita na gente…

– Estamos fritos rapazes! Acontece que, se a gente não se apressa em mudar o mundo, depois é o mundo que muda a gente…

– Mais do que um planeta, este aqui é uma grande casa da mãe Joana espacial!

mafalda1

………………………………………………………….
Comentários racistas, chauvinistas, sexistas ou que coloquem a sociedade de um país como superior a de outro país, não serão publicados.
Tampouco serão publicados ataques pessoais entre leitores nem ocuparemos espaço com observações ortográficas relativas aos comentários dos participantes.
Além disso, não publicaremos palavras ou expressões de baixo calão (a não ser por questões etimológicas, como back ground antropológico).
Todos os comentários devem ter relação com o tema da postagem.
E, acima de tudo, serão cortadas frases de comentaristas que façam apologia do delito.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.