Addio, signore Abbado (sem polidez, o inconveniente Universo descontinuou o genial maestro)
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Addio, signore Abbado (sem polidez, o inconveniente Universo descontinuou o genial maestro)

arielpalacios

20 de janeiro de 2014 | 17h54

O inconveniente Universo, sem polidez alguma, descontinuou a vida de Claudio Abbado, um dos maiores maestros dos últimos tempos, um cavalheiro anti-divo.

Neste vídeo Abbado rege a 5a sinfonia de Ludwig van Beethoven com a Filarmônica de Berlim na Accademia Nazionale di Santa Cecilia.

E aqui Abbado rege a “Lacrimosa” do “Réquiem” de Wolfgang Amadeus Mozart no Festival de Lucerna.


E a impressionante sequência, após o final do Réquiem:

E, como dizia William Shakespeare, “e o resto é silêncio”.

.

hirschfeldfarrago3PERFIL: Ariel Palacios fez o Master de Jornalismo do jornal El País (Madri) em 1993. Desde 1995 é o correspondente de O Estado de S.Paulo em Buenos Aires. Além da Argentina, também cobre o Uruguai, Paraguai e Chile. Ele foi correspondente da rádio CBN (1996-1997) e da rádio Eldorado (1997-2005). Ariel também é correspondente do canal de notícias Globo News desde 1996.

Em 2009 “Os Hermanos recebeu o prêmio de melhor blog do Estadão (prêmio compartilhado com o blogueiro Gustavo Chacra).

passaro4 Acompanhe-nos no Twitter, aqui.

blog1vinhetalendonewsstand4 …E leia os supimpas blogs dos correspondentes internacionais do Estadão:

E, the last but not the least, siga o @inter_estadãoo Twitter da editoria de Internacional do estadão.com.br .
Conheça também os blogs da equipe de Internacional do portal correspondentes, colunistas e repórteres.
E, de bonus track, veja o Facebook  da editoria de Internacional do Portal do Estadão, aqui.
.………………………………………………………………………………………………………………………………………………….
Comentários racistas, chauvinistas, sexistas, xenófobos ou que coloquem a sociedade de um país como superior a de outro país, não serão publicados. Tampouco serão publicados ataques pessoais aos envolvidos na preparação do blog (sequer ataques entre os leitores) nem ocuparemos espaço com observações ortográficas relativas aos comentários dos participantes. Propaganda eleitoral (ou político-partidária) e publicidade religiosa também serão eliminadas dos comentários. Não é permitido postar links de vídeos. Os comentários que não tiverem qualquer relação com o conteúdo da postagem serão eliminados. Além disso, não publicaremos palavras chulas ou expressões de baixo calão (a não ser por questões etimológicas, como background antropológico).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.