“Os Hermanos” deseja a todos uma supimpa noite de véspera natalina! E um opíparo almoço do 25…e efervescentes para todos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

“Os Hermanos” deseja a todos uma supimpa noite de véspera natalina! E um opíparo almoço do 25…e efervescentes para todos

arielpalacios

24 de dezembro de 2011 | 14h28

 

Celebração de arromba toma conta do quartel-general náutico do blog “Os Hermanos” na noite do dia 23, a pré-Véspera Natalina. A noitada foi embalada por um de nossos dois grupos (amadores) de gaita de foles, o “Los troesmas de Villa Crespo”. Os integrantes do outro conjunto, de “Los avivados de Balvanera”, passaram mal com a maré do Rio da Prata, assaz encrespado. O grupo embalou o início da ceia com o clássico “I left my heart in Chascomús”, passando depois para uma versão techno-milonga de “Adiós Quixeramobim mía”. Como de costume, o deputado Mutatis de Olivera e seu irmão e senador Mutandis de Olivera – reeleitos em outubro passado – fizeram discursos com um balanço de 2011 (Mutatis) e sobre as perspectivas para 2012 (este, o Mutandis). Na seqüência, o senador Byron Bezerra, que veio especialmente de S.Luis (Maranhão, não o território puntano), começou a recitar um poema épico. No entanto, a ingestão opípara de mollejas, preparadas por nosso chef, Bolívar Pueyrredón-Billinghurts, somado ao balançar do navio, e um chimichurri de duvidosa validade, provocaram distúrbios de caráter estomacal que interromperam a leitura poética. No entanto, o parlamentar não perdeu a oportunidade de despotricar contra o monopólio do sal de frutas e pediu “alka-seltzer para todos”. Foi ovacionado pelos presentes, que pediram a criação de uma comissão – em caráter de urgência – para encaminhar um projeto de lei a ambos países “nesse sentido”. Menu da noitada: mollejas à provençal, pizza e fainá “revisitado”. Tudo regado – comme il faut – com moscato “El Vasquito”.

Aos amigos, comentaristas e leitores, uma supimpa jornada natalina!

Abraços,

Ariel

PS: De obséquio natalino, deixo esta breve seleção musical:

Ariel Ramírez e sua “Misa Criolla” (Gloria e AgnusDei):

A voz de Mercedes Sosa, que canta “Todo cambia” na delirante cena de “Habemus papam” do diretor italiano Nanni Moretti:

Charles Trènet canta “La Mer”

 

Charles Trènet canta “Boum!”

Sweet Georgia Brown, com Django Reinhardt e Stephane Grapelli

Sweet Georgia Brown, na versão de Mel Brooks e Anne Bancroft…em polonês!

E Oscar Alemán, em “Al gran Horacio Salgán”

 

Los Troesmas de Villa Crespo em todo seu esplendor.

.

 hirschfeldfarrago3PERFIL: Ariel Palacios fez o Master de Jornalismo do jornal El País (Madri) em 1993. Desde 1995 é o correspondente de O Estado de S.Paulo em Buenos Aires. Além da Argentina, também cobre o Uruguai, Paraguai e Chile. Ele foi correspondente da rádio CBN (1996-1997) e da rádio Eldorado (1997-2005). Ariel também é correspondente do canal de notícias Globo News desde 1996.

Em 2009 “Os Hermanos recebeu o prêmio de melhor blog do Estadão (prêmio compartilhado com o blogueiro Gustavo Chacra).

passaro4 Acompanhe-nos no Twitter, aqui.

blog1vinhetalendonewsstand4 …E leia os supimpas blogs dos correspondentes internacionais do Estadão:

E, the last but not the least, siga o @inter_estadão, o Twitter da editoria de Internacional do estadão.com.br .
Conheça também os blogs da equipe de Internacional do portal correspondentes, colunistas e repórteres. 
E, de bonus track, veja o Facebook da editoria de Internacional do Portal do Estadão, aqui. 
.………………………………………………………………………………………………………………………………………………….
Comentários racistas, chauvinistas, sexistas, xenófobos ou que coloquem a sociedade de um país como superior a de outro país, não serão publicados. Tampouco serão publicados ataques pessoais aos envolvidos na preparação do blog (sequer ataques entre os leitores) nem ocuparemos espaço com observações ortográficas relativas aos comentários dos participantes. Propaganda eleitoral (ou político-partidária) e publicidade religiosa também serão eliminadas dos comentários. Não é permitido postar links de vídeos. Os comentários que não tiverem qualquer relação com o conteúdo da postagem serão eliminados. Além disso, não publicaremos palavras chulas ou expressões de baixo calão (a não ser por questões etimológicas, como background antropológico).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.