Frustração futebolística

Cláudia Trevisan

17 de agosto de 2008 | 15h26

Talvez a maior frustração esportiva da China seja não ter um time de futebol do qual possam se orgulhar. Os chineses amam o jogo e odeiam o time nacional, que não conseguiu se classificar para a Copa do Mundo de 2010 e foi eliminado da Olimpíada de Pequim depois de perder todos os três jogos que disputou, um dos quais contra o Brasil.

Sem ídolos em casa, os chineses veneram os jogadores de outros países, em especial os brasileiros. Sempre que digo a um chinês que sou “baxiren” (brasileira), a primeira reação invariavelmente se refere ao futebol: “Lonaldo”, “Lonaldinho”, “Loberto Carlos”, “Livaldo”, repetem, com os poucos nomes relacionados ao assunto que eu consigo entender. Entre os jovens _e em especial entre as jovens_, a sensação é “Cacá”, que ainda tem a vantagem de ter um nome facilmente pronunciável para os chineses.

O desgosto com a equipe nacional atingiu o ápice nesta Olimpíada, a ponto de um grupo de torcedores ter realizado um protesto contra o time chinês depois da derrota de 3 a 0 pelo Brasil na cidade de Qinhuangdao, no dia 13. Durante a partida, o alvo foram os cartolas, apontados como responsáveis pela falta de profissionalismo que impera no campeonato chinês. Os torcedores que lotaram o estádio gritavam “Xie Yaolong, vai prá casa!”, em referência ao chefe da Associação Chinesa de Futebol. Assustado, Xie se escondeu no vestiário e, pela primeira vez não apareceu ao lado dos jogadores depois da partida.

Mas o fundo do poço já havia sido atingido no dia 10, durante a partida contra a Bélgica, quando o jogador Tan Wang Song desferiu um golpe literalmente baixo e deu um chute nos testículos de Sebastien Pocongnoli, da equipe belga. Alguns minutos mais tarde, outro jogador levou cartão vermelho por dar uma cotovelada em um integrante do time adversário.

O futebol na China é considerado pouco profissional, corrupto e dominado por cartolas incompetentes. Principal caixa de ressonância do humor dos moradores das cidades, a internet está cheia de comentários pouco elogiosos a seus jogadores. “O time chinês acaba de ganhar duas medalhas vermelhas”, dizia um comentário logo depois da partida com a Bélgica. “Nosso time de futebol conquistou a medalha de ouro em artes marciais”, ironizava outro.

Com seu time fora da Olimpíada e da Copa de 2010, resta aos chineses torcer pelo time feminino de futebol, que se mantém na disputa com uma performance muito melhor que o masculino. Ou gritar “Lonaldinho” quando o Brasil entrar em campo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: