Pequim constroi aeroporto maior que os 3 de NY somados

Cláudia Trevisan

10 de outubro de 2012 | 09h03

Enquanto nós continuamos a lamentar que o aeroporto de Cumbica parece uma rodoviária (do interior), a China começa a construir o segundo mega aeroporto de Pequim, quatro anos depois de ter inaugurado o que já é um dos maiores terminais do mundo em área e volume de passageiros. O novo edifício está sendo levantado a cerca de 50 km ao sudoeste da praça Tiananmen, o coração político e turístico da capital. Quando estiver pronto, o terminal terá capacidade para 130 milhões de passageiros ao ano _o tráfego aéreo de todo o Brasil alcançou 180 milhões em 2011.

Isso significa que o novo aeroporto de Pequim receberá mais passageiros que a soma dos três de Nova York _La Guardia, JFK e Newark_, que transportaram 106 milhões de pessoas no ano passado. A primeira etapa ficará pronta em 2015 e o investimento total será de 80,3 bilhões de yuans (R$ 26 bilhões), mais que os R$ 33 bilhões estimados para o trem de alta velocidade entre Rio e Campinas.

O Terminal 3 do aeroporto foi inaugurado em 2008, na véspera da Olimpíada de Pequim, e no ano passado ficou em segundo lugar no ranking de maior tráfego aéreo, com 74 milhões de passageiros. O primeiro colocado foi o aeroporto de Atlanta, pelo qual passaram 90 milhões de pessoas em 2011.

Fieis à fama de bons planejadores, os dirigentes chineses anunciaram em 2008 que em breve construiriam um novo aeroporto na capital. Eles previam que a capacidade do gigantesco Terminal 3 estaria esgotada em poucos anos. A expectativa é o movimento chegue a 90 milhões em 2015, o que seriam 12 milhões além da capacidade para o qual foi projetado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: