Artistas desfalcam festa da posse de Trump

Artistas desfalcam festa da posse de Trump

Último nome internacionalmente famoso confirmado, Jennifer Holliday desistiu sábado

Redação Internacional

16 Janeiro 2017 | 19h41

Acostumado a estar cercado por artistas e personalidades famosos nos EUA, o presidente eleito Donald Trump não verá muitos deles na sua festa de posse. Vários convites a nomes do pop internacional foram recusados e a festa Make America Great Again! Welcome Celebration, na noite de quinta-feira, véspera da posse, se amparará em alguns dos principais nomes da música country nacional, como Toby Keith.

FILE PHOTO - Singer Jennifer Holliday performs during the 11th season finale of

A cantora Jennifer Holliday em imagem de 2012. Foto: Mario Anzuoni/Reuters

Uma das poucas conhecidas internacionalmente que havia confirmado presença, a cantora Jennifer Holliday, premiada com o Tony pelo musical Dreamgirls: Em busca de um sonho, na Broadway, desistiu no sábado de participar após a forte reação de seus fãs ligados à comunidade LGBT. Muitos demonstraram decepção e frustração, enquanto ela alegou que cantaria “para as pessoas e não para Trump”. Ao explicar sua desistência, depois, ela brincou que a equipe que organiza a festa só a escolheu porque os cantores do “alto escalão” americano não aceitaram o convite.

Entre os convidados que aceitaram está o ator Jon Voight, além de grupos de pop sulistas como 3 Doors Down, The Piano Guys, Lee Greenwood, DJ RaviDrums e o supergrupo The Frontmen of Country, com músicos como Larry Stewart e Richie McDonald.

Desde o início dos preparativos, importantes artistas rejeitaram participar na cerimônia, manifestando desacordo com as posições do presidente eleito. Ao comentar as ausências, a equipe de Trump alega que ele será a “celebridade-chefe” do evento, em alusão à expressão comandante-chefe do país.

Em contraste, durante as celebrações da posse do presidente Barack Obama atuaram artistas de renome internacional como Beyoncé, Bruce Springsteen e U2. A rejeição não é nova e vem desde a campanha eleitoral. Se por um lado os eventos democratas reuniam de Bruce Springsteen a Eva Longoria, os republicanos se contentaram apenas com Clint Eastwood, fiel a cada eleição. / EFE e AP

Mais conteúdo sobre:

Donald Trumartistasposse