Banda de tributo a Bruce Springsteen desiste de tocar em evento da posse de Trump

Banda de tributo a Bruce Springsteen desiste de tocar em evento da posse de Trump

B-Street Band, que toca músicas de Springsteen desde os anos 1980, afirmou que decisão foi tomada em respeito e gratidão 'por Bruce e pela E Street Band'

Redação Internacional

17 Janeiro 2017 | 10h27

WASHINGTON – Uma banda de tributo a Bruce Springsteen cedeu à pressão e desistiu de se apresentar em um evento de gala na noite anterior à posse de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos, dizendo que não faria o concerto em respeito ao roqueiro de Nova Jersey, um crítico feroz do republicano.

A B-Street Band, que toca músicas de Springsteen e de sua banda E Street Band desde os anos 1980, abandonou os planos de se apresentar no Baile Inaugural de Garden State, em Washington, após receber uma série de e-mails, tanto os criticando quanto os elogiando.

Banda cover de Bruce Springsteen anunciou na internet que não tocará na posse de Trump (Reprodução)

Banda tributo a Bruce Springsteen anunciou na internet que não tocará na posse de Trump (Reprodução)

“Nossa decisão é baseada somente pelo respeito e gratidão que temos por Bruce e pela E Street Band”, disse a banda na segunda-feira, 16, em comunicado no site Backstreets.com, uma publicação de fãs de Springsteen.

O roqueiro de 67 anos, conhecido por músicas como “Thunder Road” e “Born in the U.S.A.”, tem repetidamente expressado indignação com a vitória de Trump, chegando a chamar o republicano de “imbecil” em uma entrevista em setembro à revista Rolling Stone.

Springsteen também apareceu em um comício da então candidata democrata Hillary Clinton, pouco antes da eleição de 8 de novembro. / REUTERS