Biden acredita que ‘tudo estará em boas mãos’ com novo governo nos EUA

Biden acredita que ‘tudo estará em boas mãos’ com novo governo nos EUA

Vice-presidente americano se reuniu com o sucessor em sua residência oficial e se disse 'disponível' a qualquer momento que Mike Pence precisar para garantir uma transferência de poderes tranquila

Redação Internacional

17 de novembro de 2016 | 11h07

WASHINGTON – O vice-presidente dos Estados Unidos, Joseph Biden, afirmou na quarta-feira, 16, que confia que “tudo estará em boas mãos” no primeiro dia do novo governo de Donald Trump, ao garantir que não está preocupado com a possibilidade de o próximo presidente desmantelar o que foi feito nos últimos oito anos.

Biden e sua mulher, Jill, receberam na quarta em sua residência no Observatório Naval de Washington o vice-presidente eleito, Mike Pence, e sua mulher, Karen. De acordo com o escritório do vice-presidente, os Biden ofereceram um almoço a seus convidados e fizeram junto com eles um passeio pela residência. No final do encontro, Biden comentou aos jornalistas que a reunião foi “muito, muito boa”.

O vice-presidente dos EUA, Joe Biden, e sua mulher, Jill, ofereceram almoço para o vice-presidente eleito, Mike Pence, e sua mulher, Karen, na quarta-feira (Mark Wilson/Getty Images/AFP)

O vice-presidente dos EUA, Joe Biden, e sua mulher, Jill, ofereceram almoço para o vice-presidente eleito, Mike Pence, e sua mulher, Karen, na quarta-feira (Mark Wilson/Getty Images/AFP)

“Nenhum governo está pronto no primeiro dia. Nós não estávamos prontos no primeiro dia (…). Mas tenho certeza que no dia 1 tudo estará em boas mãos e eles serão capazes de conduzir tudo”, comentou Biden ao ser perguntado se a nova administração estará preparada para funcionar desde o primeiro momento.

Depois, a outra pergunta sobre se está preocupado que o novo governo desmantele tudo o que foi feito nos últimos oito anos, Biden respondeu que “não”.

O vice-presidente em fim de mandato detalhou que falou com Pence sobre assuntos de política externa e que disse a seu sucessor que “estará disponível” para ele a qualquer momento se precisar de conselhos. “Seria inteligente rejeitar a maioria das minhas ideias, mas acho que ele (Pence) escutará”, brincou Biden.

Na quinta-feira passada, dois dias depois das eleições presidenciais, Biden e Pence se reuniram durante meia hora na Casa Branca e um porta-voz do vice-presidente eleito qualificou esse encontro de “cálido e profissional”.

Além disso, no dia seguinte das eleições, Biden felicitou seu sucessor por telefone e se ofereceu para ajudá-lo com qualquer pergunta que tenha a fim de assegurar uma transferência de poderes “suave” na vice-presidência do país. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:

Mike PenceJoe Bidenvice-presidente

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.