Campos de batalha na eleição dos EUA em 2016

Campos de batalha na eleição dos EUA em 2016

Dos 50 Estados americanos, 11 ganham atenção especial dos candidatos este ano

Redação Internacional

25 Agosto 2016 | 05h00

Carolina do Norte
Totalmente incerto, a Carolina do Norte deu os 15 votos no Colégio Eleitoral para Mitt Romney em 2012 e para Barack Obama, em 2008, em vitórias bem apertadas.

Colorado
Apesar de Hillary aparecer na frente nas pesquisas nesse Estado, especialistas consideram que ele ainda não está garantido e pode ser palco de disputa importante.

An image of Donald Trump, the Republican presidential nominee, on a mobile voter registration camper outside a campaign event at the Florida State Fairgrounds in Tampa, Fla., Aug. 24, 2016. (Damon Winter/The New York Times)

Carro com cartaz de Trump na Flórida. Foto: Damon Winter/The New York Times

Flórida
Estado onde o voto latino é decisivo oscila entre republicanos e democratas. Hillary lidera as pesquisas na Flórida, mas a vantagem é pequena.

Iowa
Tão importante que a campanha democrata considerou esse Estado um dos principais para veicular os caríssimos anúncios de TV de fim de corrida eleitoral.

Michigan
Michigan, assim como New Hampshire e Pensilvânia, está entre os Estados que costumavam votar para os democratas, mas as mudanças econômicas e demográficas deixaram as portas abertas para uma chance republicana.

Nevada
Tem apenas seis votos no Colégio Eleitoral, mas poderão ser decisivos. O Estado tem ganhado muita atenção nessa campanha porque os dois lados acreditam que podem vencer nele.

New Hampshire
Hillary ganhou força nesse Estado após a Convenção Nacional Democrata, mas especialistas afirmam que o discurso de Trump para a classe trabalhadora branca no Estado pode ainda ter forte apelo.

U.S. Democratic presidential nominee Hillary Clinton holds a rally at John Marshall High School in Cleveland, Ohio, U.S. August 17, 2016.  REUTERS/Mark Makela/File Photo

Hillary faz campanha em Ohio. Foto: REUTERS/Mark Makela

Ohio
Nas últimas 13 eleições, o vencedor em Ohio levou a presidência. Hillary lidera no Estado, segundo as pesquisas, com cerca de 3 pontos porcentuais.

Pensilvânia
Retórica nacionalista de Trump tenta conquistar voto dos operários brancos. Hillary aposta no histórico: democratas venceram nas últimas 6 eleições no Estado.

Virgínia
Era reduto republicano até Obama vencer em 2008 e 2012. Para manter sequência, Hillary escolheu Tim Kaine, ex-governador de Virgínia, como vice da chapa.

Wisconsin
Republicanos não ganham as presidenciais em Wisconsin desde 1984, mas o partido acredita que a combinação entre o discurso de Trump e o apelo entre os trabalhadores brancos podem colocar o Estado no jogo este ano.