Clint Eastwood diz que é ‘frescura’ chamar Trump de racista

Redação Internacional

04 Agosto 2016 | 15h35

Enquanto líderes do Partido Republicano tem aumentado as críticas a Donald Trump por suas declarações contra muçulmanos e latinos, o ator e diretor Clint Eastwood, ganhador de 4 Oscars, saiu nesta quinta-feira, 4, em defesa do candidato.

Republicano de carteirinha, Eastwood, que na Convenção Republicana de 2012 ganhou notoriedade ao comparar o presidente Barack Obama a uma cadeira vazia, admitiu que o magnata disse “besteiras” nos últimos dias, mas relativizou o conteúdo racista das declarações.

“Esqueçam isso, p…”, disse o diretor, segundo o site Vox. “Vivemos numa geração de b… Todo mundo pisa em ovos e as pessoas estão sendo acusadas de racismo. No meu tempo isso não era racismo.”

Eastwood nasceu em 1930, época em que os negros americanos ainda viviam em um sistema de apartheid em alguns Estados do sul do país e grupos racistas como a Ku Klux Khan eram atuantes.

Mais conteúdo sobre:

Clint EastwoodDonald Trumpracismo