Democratas conseguem na Justiça ampliação do prazo para registro de eleitores na Flórida

Democratas conseguem na Justiça ampliação do prazo para registro de eleitores na Flórida

Juiz ampliou em 24 horas a data máxima para os eleitores se habilitarem para a votação de 8 de novembro após o partido alegar que o impacto do furacão Matthew tinha atrapalhado o processo; Hillary e o ex-vice-presidente Al Gore devem fazer campanha no Estado nesta terça

Redação Internacional

11 de outubro de 2016 | 10h42

MIAMI, EUA – O Partido Democrata da Flórida conseguiu na Justiça a ampliação do prazo para o registro de eleitores em todo o Estado para a eleição geral de 8 de novembro em razão do impacto do furacão Matthew. O juiz Mark E. Walker aprovou uma medida que estabelece como data final a quarta-feira, 12, às 17 horas (18 horas em Brasília), um aumento de 24 horas em relação ao prazo original, que se enceraria nesta terça.

Walker considerou “inquestionável” o argumento de que se o prazo de registro não fosse ampliado parte da população poderia sofrer “danos irreparáveis”. Os democratas da Flórida entraram com a demanda contrariando o governador do Estado, o republicano Rick Scott, depois de ele se recusar a estender o período de registro. Inicialmente o partido queria a ampliação do prazo em uma semana.

Hillary fará campanha ao lado de Al Gore em Miami para estimular o registro de eleitores (FOTO: AFP PHOTO / TIMOTHY A. CLARY)

Hillary fará campanha ao lado de Al Gore em Miami para estimular o registro de eleitores (FOTO: AFP PHOTO / TIMOTHY A. CLARY)

“Na quinta-feira, 6 de outubro, o governador Scott ordenou sem ambiguidades que as zonas de passagem do furacão fossem ‘esvaziadas'”, destacaram os democratas. Scott, que preside um comitê de arrecadação de fundos para o candidato republicano Donald Trump, rejeitou o pedido na semana passada com o argumento de que os eleitores tiveram tempo suficiente.

Sobre a polêmica, a campanha da candidata democrata, Hillary Clinton, disse que outros Estados que sofreram o impacto do Matthew fizeram ajustes eleitorais. A Carolina do Sul estendeu “voluntariamente o registro de eleitores e a Georgia está incentivando seus moradores a se registrarem de forma eletrônica, opção que não está disponível na Florida”.

Hillary e o ex-vice-presidente Al Gore devem participar nesta terça-feira de um evento na Flórida para estimular eleitores a se registrarem. Até agosto, mais de 12,5 milhões de moradores estavam registrados, entre eles mais de 4,7 milhões de democratas, 4,4 milhões de republicanos e 3,2 milhões de seguidores de partidos menores, segundo dados oficiais. / EFE