Equipe da Casa Branca explica como será transição de redes sociais para a nova presidência

Atuais perfis oficiais continuarão existindo, mas conteúdo publicado por Obama e sua equipe passarão para contas de arquivo

Redação Internacional

02 de novembro de 2016 | 06h00

WASHINGTON – O presidente Barack Obama foi o primeiro líder americano a ter uma conta oficial no Twitter, fazer uma transmissão ao vivo no Facebook do Salão Oval e responder perguntas de americanos pelo YouTube. Nos últimos oito anos, ele, a primeira-dama Michelle Obama e a Casa Branca usaram as redes sociais para divulgar ações da presidência e passar mensagens em datas comemorativas, como o Halloween.

Agora, depois de quase 30 mil tuítes do @WhiteHouse e centenas de horas de vídeos transmitidos pelas redes, a Casa Branca anuncia que todo o conteúdo não será perdido com a mudança de governo nos EUA. A conta oficial do presidente dos EUA no Twitter (@POTUS) passará a ser administrada por uma nova equipe a partir de 2017, quandoo Obama deixará a Casa Branca e passará a presidência para Hillary Clinton ou Donald Trump.

Na segunda-feira 31, o governo americano divulgou o plano para transferir as contas, não só do presidente, para a nova equipe de governo e, ao mesmo tempo, conservar o que foi publicado durante os dois mandatos de Obama. A transição está sendo gerenciada pela Administração de Registros e Documentos Nacionais dos Estados Unidos (NARA).

Todo o conteúdo publicado até 20 de janeiro de 2017, último dia de Obama na presidência, será transferido para contas que vão funcionar como arquivos. Em seguida, as contas, não apenas do Twitter, mas do Facebook e Instagram também, serão entregues sem nenhuma publicação à equipe de comunicação do novo governo.

Serão transferidas as contas @POTUS, @FLOTUS (da primeira-dama), @VP (do vice-presidente) e @PressSec (do porta-voz da Casa Branca), todas no Twitter. As novas contas, de arquivo, vão ser nomeadas com o número “44” no final do nome de usuário (@POTUS44, @FLOTUS44, etc.), uma alusão ao fato de Obama ter sido o 44.º presidente dos EUA.

No comunicado que informa o processo de transferência das contas, a equipe da Casa Branca explica que os próximos governos devem continuar usando os canais para ter uma ligação com a população. Atualmente, mais de 11 milhões de usuários seguem o perfil do presidente dos EUA no Twitter.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.