Funcionária faz comentário racista sobre Michelle Obama e é afastada

Funcionária faz comentário racista sobre Michelle Obama e é afastada

Em um post no Facebook, Pamela comemora vitória de Trump e diz que está cansada de ver 'uma macaca de salto' como primeira-dama

Redação Internacional

15 de novembro de 2016 | 17h40

CHARLESTON, EUA – Uma funcionária do Estado americano da Virgínia Ocidental disse que foi afastada após ter feito um comentário racista no Facebook contra a primeira-dama Michelle Obama.
Pamela Ramsey Taylor, diretora da Corporação de Desenvolvimento do Condado de Clay, fez o post após a vitória do republicano Donald Trump à presidência.

“Vai ser renovador ter uma primeira-dama classuda, bonita e digna na Casa Branca. Estou cansada de ver uma macaca de salto”, disse Pamela no Facebook.

pamela

Funcionária fez comentário racista em rede social. Foto: Pamela Ramsey Taylor / Facebook

A prefeita do Condado de Clay, Beverly Whaling, comentou: “Você fez o meu dia, Pam”.
Pamela disse na segunda-feira à TV local WCHS que foi afastada.

A prefeita, por sua vez, emitiu um comunicado à imprensa pedindo desculpas e explicando que seu comentário não tinha teor racista.

O post gerou repercussão e pedidos para que tanto Pamela como a prefeita deixassem seus cargos. Ele foi compatilhado centenas de vezes nas redes sociais antes de ser apagado.

A Clay County Development Corp é uma organização não-lucrativa, que ajuda idosos e moradores de baixa renda do condado. Ela é financiada por verbas estaduais e federais, mas não tem ligação com a cidade de Clay.

Owens Brown, diretor em Virginia Ocidental da Associação Nacional para o Desenvolvimento de Pessoas de Cor, foi um dos que pediram a remoção de Pamela e da prefeita. Os afro-americanos representam cerca de 4% dos 1,8 milhão de moradores de Virginia Ocidental, segundo o Censo. / AP

Tudo o que sabemos sobre:

Michelle Obama

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.