Homem é preso por vandalizar estrela de Trump na Calçada da Fama

Homem é preso por vandalizar estrela de Trump na Calçada da Fama

Um homem que se identificou à mídia local como James Lambert Otis foi visto em vídeo usando capacete de obra e colete refletor enquanto danificava a estrela pouco antes do amanhecer na quarta-feira

Redação Internacional

27 de outubro de 2016 | 16h15

LOS ANGELES – Um homem foi preso nesta quinta-feira, 27, por vandalizar com uma marreta e uma picareta a estrela do candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, na Calçada da Fama de Hollywood, em Los Angeles, informou a polícia.

Um homem que se identificou à mídia local como James Lambert Otis foi visto em vídeo usando capacete de obra e colete refletor enquanto danificava a estrela pouco antes do amanhecer na quarta-feira.

(FILES) This file photo taken on October 26, 2016 shows a crowd as it gathers to watch as Donald Trump's vandalized Star along the Hollywood Walk of Fame is repaired before being replaced on October 26, 2016 in Hollywood, California. A man who admitted to defacing Donald Trump's star on the Hollywood Walk of Fame in protest at the Republican presidential candidate's treatment of women was arrested on October 27, 2016, police said. James Otis had planned to hold a news conference in the early morning at the site of Trump's star and then surrender to police, but he was arrested beforehand. Otis, who had his misdeed filmed on Wednesday, said he initially wanted to remove the star and auction it in New York on Election Day. / AFP PHOTO / Frederic J. BROWN

Turistas assistem enquanto trabalhadores consertam a estrela de Trump na Calçada da Fama. (Foto: Frederic Brown/AFP)

Trump, ex-apresentador do reality show da NBC O Aprendiz, recebeu a estrela na Calçada da Fama em 2007.

A polícia prendeu na quinta-feira um homem por vandalismo ligado ao ato e ele foi levado para a prisão, disse o porta-voz da polícia Aareon Jefferson em entrevista por telefone. Jefferson disse que não poderia confirmar o nome do homem.

Otis disse à City News na quarta-feira que quando vandalizou a estrela de Trump tinha intenção de removê-la, o que não conseguiu, e vendê-la para doar o dinheiro para mulheres que acusaram Trump de agressão sexual. Trump nega as acusações. / REUTERS