Igreja frequentada por negros é queimada com a frase ‘Vote em Trump’

Redação Internacional

02 de novembro de 2016 | 19h42

Uma igreja batista frequentada pela comunidade negra em Greenville, no Mississippi foi queimada e vandalizada ontem. O edifício também foi pichado com as frases “Vote em Trump”.

Segundo o prefeito de Greenville, Errick Simons, os bombeiros foram acionados no começo da noite e quando chegaram a Igreja Batista Missionário Hopewell estava encoberta pelas chamas. O incêndio foi controlado em cerca de uma hora. Os maiores danos ocorreram no altar da igreja, que ficou severamente danificado.

A Igreja tem 110 anos e atende uma comunidade de 32 mil fiéis. Ninguém ficou ferido no incidente e a polícia ainda procura suspeitos. O episódio será investigado como crime de ódio.

“Consideramos esse incêndio como uma intimidação ao direito a voto de alguém”, disse o chefe de polícia local, Delando Wilson. “Definitivamente é um crime de ódio.” / NYT

Tudo o que sabemos sobre:

Donald Trumpcrime de ódioMississippi

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.