Macri espera manter com Trump relação positiva que tem com Obama

Macri espera manter com Trump relação positiva que tem com Obama

Apesar de ter dito que preferia Hillary na presidência, líder argentino parabenizou republicano pela vitória e afirmou que espera que ambos possam ‘trabalhar pelo bem’ dos dois povos

Redação Internacional

11 de novembro de 2016 | 10h42

BUENOS AIRES – O presidente argentino, Mauricio Macri, afirmou na quinta-feira que confia em manter com o colega eleito nos EUA, Donald Trump, a relação positiva que manteve com o atual ocupante da Casa Branca, Barack Obama.

“Espero que continuemos trabalhando nessa relação construtiva, madura, inteligente, que iniciamos com Obama. Espero que continue com o governo Trump”, disse em uma coletiva de imprensa, ao inaugurar uma obra viária.

Presidente argentino, Maurício Macri (Foto: AFP PHOTO / EITAN ABRAMOVICH)

Presidente argentino, Maurício Macri (Foto: AFP PHOTO / EITAN ABRAMOVICH)

Macri havia afirmado antes das eleições americanas que preferia uma vitória da candidata democrata, Hillary Clinton. Na quarta-feira, escreveu em sua conta na rede social Twitter: “Cumprimento Donald Trump por sua vitória e espero que possamos trabalhar pelo bem dos nossos povos”.

Questionado a respeito das previsões equivocadas sobre as eleições americanas, Macri respondeu que “o mundo inteiro está surpreso porque as pesquisas falharam mais uma vez”.

Macri, de uma família dona de um império de negócios, conheceu Trump na década de 1980 em Nova York, para onde viajou em função de um empreendimento imobiliário. Ele manteve vínculos comerciais e pessoais amigáveis com Trump, segundo a ex-legisladora e ensaísta Gabriela Cerrutti, autora da biografia de Macri intitulada El Pibe. / AFP

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.