Meryl Streep se diz ‘surpresa’ com apoio de Clint Eastwood a Donald Trump

Meryl Streep se diz ‘surpresa’ com apoio de Clint Eastwood a Donald Trump

Ator manifestou sua rejeição a Hillary Clinton dizendo que ela ‘seguirá os passos’ de Barack Obama e que ‘fez muito dinheiro como política’

Redação Internacional

09 Agosto 2016 | 08h50

WASHINGTON – A atriz americana Meryl Streep se mostrou na segunda-feira “surpresa” com o apoio de seu diretor e companheiro de elenco em As Pontes de Madison, Clint Eastwood, ao candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump.

“Estou surpresa, realmente estou. Ele é mais, eu acredito que ele é mais sensível que isso”, disse Meryl Streep em uma entrevista à revista Variety, em resposta às declarações de Eastwood, que além de seu apoio a Trump manifestou sua animosidade contra os “bajuladores” e o politicamente correto.

A aclamada atriz Meryl Streep testa microfones antes de sua participação no segundo dia da Convenção Democrata

A aclamada atriz Meryl Streep testa microfones antes de sua participação no segundo dia da Convenção Democrata (Foto: Alex Wong/Getty Images/AFP)

“Eu vou ter que falar com ele. Eu tenho que corrigir isso”, acrescentou a atriz, que participou há duas semanas da Convenção Nacional Democrata, evento que proclamou Hillary Clinton como rival de Trump na corrida à Casa Branca.

Ao contrário de Meryl Streep, Eastwood manifestou abertamente sua rejeição à ex-primeira-dama dos Estados Unidos porque “seguirá os passos” do atual presidente, Barack Obama, e porque “fez muito dinheiro como política”.

Segundo o ator, Trump recebeu críticas excessivas por sua maneira de se expressar e declarou cansado da “geração bajuladora”.

“As pessoas acusam os outros de racismo e todo tipo de histórias. Quando eu era jovem, essas coisas não eram racistas”, refletiu Eastwood, um republicano declarado que reconheceu, no entanto, que Trump disse “muitas tolices”.

“Secretamente todo mundo está cansado do politicamente correto”, manifestou o ator de 86 anos. / EFE