Moradores do condomínio Trump Palace querem mudar nome dos prédios

Moradores do condomínio Trump Palace querem mudar nome dos prédios

Cerca de 300 pessoas assinaram um pedido para que seja feita a alteração; para moradora, dá ‘vergonha’ dizer onde vive

Redação Internacional

25 Outubro 2016 | 11h14

NOVA YORK – Cerca de 300 moradores do condomínio Trump Palace em Manhattan, erguido pelo magnata imobiliário e candidato republicano à presidência dos EUA, Donald Trump, assinaram um pedido para mudar o nome dos prédios, informou na segunda-feira o jornal The New York Times.

Os três edifícios no Upper West Side – a maioria dos apartamentos com vista para o rio Hudson – têm mais de 1,3 mil moradores e contam com a inscrição “Trump Palace” em grandes letras douradas na fachada.

Candidato republicano à presidência dos EUA, Donald Trump (Foto: REUTERS/Jonathan Ernst)

Candidato republicano à presidência dos EUA, Donald Trump (Foto: REUTERS/Jonathan Ernst)

Os signatários pedem que seja alterado o nome dos edifícios pelo dos endereços: 140, 160 e 180 Riverside Boulevard. Além disso, eles também pedem que os funcionários do condomínio usem novos uniformes, que não tenham o nome de Trump.

O pedido, que circula entre os moradores há 10 dias, já tem 300 assinaturas, ainda longe da maioria. Marjorie Jacobs, uma professora aposentada que vive em um dos imóveis, explicou ao jornal que assinou a solicitação porque dá “vergonha” dizer onde vive.

O restante dos imóveis do republicano, como as cinco Trump Towers em Manhattan, o Trump Wollman Rink no Central Park e o Trump Golf Links no porto do Bronx, também levam o nome do empresário na fachada.

Em setembro, os hotéis Trump anunciaram que variariam seus nomes para se adaptar aos novos tempos, sendo rebatizados como Scion. / EFE

Veja abaixo: