Mulher de Trump nega irregularidades com situação migratória em seus primeiros anos nos EUA

Mulher de Trump nega irregularidades com situação migratória em seus primeiros anos nos EUA

Publicação de algumas fotografias de Melania Trump em Nova York em 1995 levantaram dúvidas sobre relatos da ex-modelo de que teria chegado ao país no ano seguinte

Redação Internacional

04 Agosto 2016 | 15h32

NOVA YORK – A ex-modelo eslovena Melania Trump, mulher do candidato republicano à presidência dos Estados Unidos Donald Trump, negou nesta quinta-feira, 4, ter cometido irregularidades em seu processo migratório até conseguir obter a nacionalidade americana em 2006.

“Deixem-me esclarecer as coisas. O tempo todo cumpri as leis migratórias deste país. Ponto. Qualquer acusação em sentido contrário é simplesmente falsa”, disse Melania em comunicado publicado em sua conta no Twitter.

Mulher do candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Melania Trump

Mulher do candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Melania Trump (Foto: Doug Mills/The New York Times)

Nos últimos dias, a mulher do empresário nova-iorquino falou em várias ocasiões sobre como foram seus primeiros anos nos Estados Unidos, onde supostamente chegou em 1996, e de como teve que sair do país a cada certo tempo para renovar seu visto.

No entanto, após a recente publicação de algumas fotografias de Melania que foram feitas em Nova York em 1995, veículos de imprensa como o portal Politico levantaram dúvidas sobre parte do relato da ex-modelo.

Seus testemunhos sugerem que ela chegou com algum tipo de visto de curta duração que a obrigaria a sair a cada vários meses, o que concorda com sua versão da época, mas segundo especialistas em assuntos migratórios, esse tipo de visto a impediria de trabalhar legalmente.

Em seu comunicado mais recente, Melania, de 46 anos, se defendeu assegurando que nos últimos dias diferentes meios de comunicação publicaram informações “imprecisas” ou diretamente “falsas” em relação a seu status migratório nos anos 1990.

“Em julho de 2006 obtive com orgulho a cidadania nos Estados Unidos. Nos últimos 20 anos tive a sorte de viver, trabalhar e criar uma família nesta grande nação e compartilho com meu marido seu amor por nosso país”, concluiu a ex-modelo.

Na semana passada, Melania fechou seu site oficial depois que diferentes veículos de imprensa revelaram que ela nunca chegou a se graduar em uma universidade na Eslovênia.

Melania Trump conheceu seu atual marido nos anos 1990 em uma festa durante a Semana da Moda de Nova York. Após vários anos de namoro, o empresário e a ex-modelo se casaram em 2005 em uma cerimônia em Palm Beach, na Flórida. / EFE