O sucesso da playlist de Obama no Spotify

A própria empresa se empolgou com o sucesso e o bom gosto do presidente e o convidou para um trabalho de curadoria após o fim de seu mandato

Redação Internacional

31 Agosto 2016 | 05h00

A lista pessoal feita pelo presidente americano, Barack Obama e disponibilizada no APP de música online Spotify tornou-se um sucesso instantâneo. Em apenas 24 horas após sua divulgação, a playlist virou a mais ouvida do aplicativo. A própria empresa se empolgou com o sucesso e o bom gosto do presidente e o convidou para um trabalho de curadoria após o fim de seu mandato.

“Para uma lista chegar ao número um do mundo do nada é surpreendente”, disse o porta-voz do Spotify Jonathan Prince ao New York Times. “Se ele quiser um trabalho como curador musical depois que sair da Casa Branca, o contrataremos num segundo. É impressionante.”

Embora o Spotify não consiga mensurar o quanto a seleção de Obama influenciou a popularidade dos artistas que estão nela, o download de músicas de bandas como Low Cut Connie subiu 2.906% depois da divulgação da lista.

Nos meses finais de sua presidência, Obama é bastante popular entre jovens de 18 a 29 anos – o público alvo do Spotify. Essa popularidade fez dele e da mulher Michelle, ícones culturais.

A Casa Branca diz que a playlist foi escolhida exclusivamente pelo presidente. Ela é bastante eclética, com artistas de jazz, blues, rock, hip hop e soul. Nela estão músicas de fora dos Estados Unidos, como Manu Chao e o tropicalista Caetano Veloso. /NYT

Notícias relacionadas

Mais conteúdo sobre:

Barack ObamaSpotify