Obama espera união de democratas em torno de Hillary Clinton

Obama espera união de democratas em torno de Hillary Clinton

Ex-secretária de Estado já obteve a maioria dos delegados necessários para ser indicada pelo Partido Democrata, mas senador Bernie Sanders diz que permanecerá em campanha até a convenção partidária

Redação Internacional

09 Junho 2016 | 09h47

WASHINGTON – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, espera que os democratas encontrem uma solução visando à união do partido “nas próximas semanas”, diante da decisão do senador Bernie Sanders de não reconhecer a vitória de Hillary Clinton nas primárias.

A ex-secretária de Estado já obteve a maioria dos delegados requeridos para sua indicação, mas Sanders anunciou que prosseguirá com sua campanha até a convenção partidária, no final de julho, na Filadélfia.

Presidente dos EUA, Barack Obama (esq.), conversa com o apresentador do The Tonight Show, Jimmy Fallon (dir.).

Presidente dos EUA, Barack Obama (esq.), conversa com o apresentador do The Tonight Show, Jimmy Fallon (dir.). (Foto: EFE/Thomas A. Ferrara)

“Foi saudável para o Partido Democrata ter realizado uma primária disputada (…) e penso que Bernie Sanders deu uma enorme energia e novas ideias”, assinalou Obama ao programa The Tonight Show, com Jimmy Fallon, que irá ao ar nesta quinta-feira, 9.

“Isto fará de Hillary uma melhor candidata”, disse o presidente, acrescentando que sua esperança “é que nas duas próximas semanas se possa encontrar uma solução”.

Ao ser questionado se os republicanos deveriam ficar contentes com a escolha de Donald Trump como candidato, Obama respondeu: “nós é que estamos, na verdade, muito preocupados com o Partido Republicano”. /AFP

Leia mais:

A longa e penosa trajetória da provável candidata

Conheça os pontos fortes e fracos de Hillary Clinton e Donald Trump

Hillary diz que vitória é conquista feminina

Mais conteúdo sobre:

Barack ObamaJimmy Fallon