Obama repreende multidão por vaias a apoiador de Trump; veja

Obama repreende multidão por vaias a apoiador de Trump; veja

Obama disse repetidamente às pessoas que lotavam um ginásio da Universidade Estadual de Fayetteville para 'se concentrarem' e 'se acalmarem'

Redação Internacional

04 de novembro de 2016 | 21h39

Fayetteville, EUA – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chamou a atenção de partidários da candidata presidencial democrata Hillary Clinton em um comício na Carolina do Norte nesta sexta-feira, 4, quando as tensões se agravaram devido a um simpatizante do republicano Donald Trump que se levantou e começou a gritar.

Obama foi interrompido quando um homem branco, de cabelos brancos, usando uma boina e jaqueta militar, se levantou com um cartaz de Trump e começou a gritar. Ele foi rapidamente abafado por gritos e vaias da multidão, que era predominantemente formada por negros.

President Barack Obama speaks during a campaign event for Hillary Clinton at Fayetteville State University, in Fayetteville, N.C., Nov. 4, 2016. (Al Drago/The New York Times)

Obama durante comício na Universidade Estadual de Fayetteville. Foto: Al Drago/The New York Times

Obama disse repetidamente às pessoas que lotavam um ginásio da Universidade Estadual de Fayetteville para “se concentrarem” e “se acalmarem”.

“Todo mundo se senta e fica quieto por um segundo!”, afirmou Obama. “Vocês têm aqui um cavalheiro mais velho que está apoiando seu candidato”, disse ele, enquanto o manifestante era levado embora do local.

“Vivemos em um país que respeita a liberdade de expressão”, declarou o presidente. “Parece que ele pode ter servido em nossas forças armadas – temos de respeitar isso.” / REUTERS

Veja o vídeo:

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.