Os homens de Trump

Redação Internacional

10 de novembro de 2016 | 21h09

Veja o perfil dos principais assessores do presidente eleito Donald Trump, cotados para fazer parte de seu gabinete

Ex-prefeito de Nova York, Rudy Giuliani comparece aos comícios de Trump (Foto: Andrew Burton/ Reuters)

Ex-prefeito de Nova York, Rudy Giuliani comparece aos comícios de Trump (Foto: Andrew Burton/ Reuters)

Rudy Giuliani. ex-prefeito de NY e ex-pré-candidato à Casa Branca

O ex-prefeito de Nova York Rudy Giuliani ganhou proeminência no cenário político americano ao comandar a reação da cidade aos ataques do 11 de Setembro. Ele também ficou conhecido por implementar uma dura política de combate à criminalidade.

Em 2008, ele ensaiou uma candidatura à presidência, mas não conseguiu superar o senador John McCain, que venceu a nomeação e se afastou da cúpula do Partido Republicano.

Com Trump, Giuliani voltou à cena. Tornou-se um dos conselheiros mais próximos do magnata e um dos principais nomes cotados para participar do gabinete.

Em entrevista após a vitória do presidente eleito, ontem, o ex-prefeito de Nova York praticamente se candidatou ao cargo de secretário de Justiça. “Eu faria um ótimo trabalho”, afirmou ao ser questionado sobre o posto.

 

Chris Christie. Governador de New Jersey

O governador de New Jersey, Chris Christie, era um dos 17 pré-candidatos republicanos à presidência neste ano. Como a maioria de seus adversários, bateu de frente com Donald Trump em debates e eventos de campanha, mas, logo após desistir da campanha, aderiu à campanha do magnata, de olho em um cargo. Ele se tornou um dos principais assessores políticos do magnata. Com a vitória republicana, foi encarregado de comandar a equipe de transição.

Como governador, Christie ficou conhecido como moderado e por ter uma boa relação com o presidente Barack Obama, principalmente no esforço para conter os danos provocados pelo furacão Sandy. O envolvimento dele em um escândalo envolvendo o fechamento de parte de uma ponte entre Nova York e New Jersey para prejudicar um rival político comprometeu suas aspirações.

Newt Gingrich. Ex-presidente da Câmara dos Deputados

O ex-deputado Newt Gingrich tornou-se famoso no cenário político americano ao presidir a Câmara durante o governo de Bill Clinton e comandar uma feroz oposição ao democrata durante seu processo de impeachment.

Bastante conservador e com posições consideradas extremas dentro do Partido Republicano, Gingrich é cotado para comandar a diplomacia da maior potência do planeta.

Assim como Giuliani e Christie, ele também tentou chegar à Casa Branca nas primárias republicanas, mas nas eleições de 2012, quando foi preterido por Mitt Romney. Também como os outros membros da cúpula de assessores de Trump, era considerado uma figura distante do centro de decisões do partido até se juntar ao magnata. “O governo Trump será extraordinário e criaremos um novo futuro com ele”, disse.

Tudo o que sabemos sobre:

Rudy GiulianiChris ChristieNewt Gingrich

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: