Para lembrar: Em 1969, Nixon foi alvo manifestação contra a Guerra do Vietnã

Milhares de pessoas marcharam na Avenida Pensilvânia pedindo, principalmente, o fim da Guerra do Vietnã; episódios de violência e vandalismo foram registrados

Redação Internacional

20 Janeiro 2017 | 05h00

No fim dos anos 1960, no auge dos movimentos de contracultura, de luta por direitos civis e antiguerra, a posse de Richard Nixon foi palco de protestos de grupos de resistência, motivados principalmente pelo desejo de verem o fim da Guerra do Vietnã.

Aquele 20 de janeiro de 1969 ficou marcado como o dia no qual um dos primeiros movimentos organizados realizou manifestação ao mesmo tempo em que um presidente americano era oficializado no cargo. Antes disso, só há registro de um pequeno grupo de desempregados que tentou protestar durante a posse de Franklin Pierce, em 1853.

A marcha atraiu milhares de pessoas a Washington, que caminharam pela Avenida Pensilvânia, em direção ao Capitólio. Ao passarem pelo Monumento a Washington, os manifestantes deram as mãos e dançaram ao redor do obelisco para “exorcizar a necessidade do país continuar sendo linha dura”.

Um grupo bem menor, estimado entre 300 e 400 pessoas, partiu para a violência e, entre outras coisas, atirou pedaços de madeira, pedras e outros objetos contra a comitiva de Nixon durante o desfile oficial, também na Avenida Pensilvânia.

Estes manifestantes foram contido pela polícia, mas a ação obrigou o veículo que carregava o presidente a passar em alta velocidade durante um trecho do desfile. Impossibilitados de continuar o protesto diretamente contra Nixon, os manifestantes destruíram janelas de bancos e empresas, picharam paredes e queimaram bandeiras dos EUA em cinco quarteirões próximos ao desfile oficial. Ao todo, 81 pessoas foram detidas.

Paralelamente a este episódio, em outro ponto da capital americana, manifestantes atiraram estrume – deixados na rua pelo cavalos utilizados pela polícia – nos convidados do vice-presidente, Spiro Agnew.

Com o cair da noite, e as baixas temperaturas, os manifestantes  se dispersaram.