Para Obama, declarações de Trump são ‘perturbadoras’

Para Obama, declarações de Trump são ‘perturbadoras’

Em sua opinião, o comportamento revela insegurança do candidato republicano

Redação Internacional

09 de outubro de 2016 | 21h42

Cláudia Trevisan
CORRESPONDENTE / WASHINGTON

O presidente Barack Obama disse neste domingo, 9, que os comentários de natureza sexual de Donald Trump revelados na sexta-feira são “perturbadores” e se enquadram em um padrão de desrespeito a minorias, imigrantes, deficientes e veteranos de guerra. Em sua opinião, o comportamento revela insegurança do candidato republicano.

“Isso nos diz que ele é inseguro o bastante para se inflar rebaixando outras pessoas”, afirmou o presidente em um evento de campanha em Illinois. “Não é um traço de caráter que eu aconselharia para alguém no Salão Oval”, observou, em referência ao gabinete presidencial na Casa Branca.

U.S. President Barack Obama delivers remarks at a senatorial campaign fundraiser event for U.S. Representative Tammy Duckworth (D-IL) in Chicago, Illinois, U.S. October 9, 2016. REUTERS/Jonathan Ernst

Obama em Illinois. Foto: Jonathan Ernst/Reuters

Obama disse que não repetiria os comentários de Trump porque havia crianças na audiência. “Uma das coisas mais perturbadoras desta eleição é a retórica inacreditável que está vindo do topo da chapa republicana”, afirmou. Segundo o presidente, o candidato republicano não se importa com os “valores básicos” que os americanos tentam transmitir a seus filhos.

A primeira-dama, Michelle Obama, tem feito campanha em favor de Hillary com o argumento de que o presidente dos EUA é um modelo inspirador de crianças e jovens do país e esse papel não pode ser desempenhado por Trump. O argumento foi reforçado na sexta-feira com a divulgação do vídeo no qual o bilionário faz comentários degradantes em relação às mulheres.

Tendências: