Paul Ryan pede que Trump escolha um vice-presidente ‘conservador’

Paul Ryan pede que Trump escolha um vice-presidente ‘conservador’

Presidente da Câmara cobrou rapidez do provável candidato do Partido Republicano; governador de Indiana, Mike Pence, governador de New Jersey, Chris Christie, e ex-presidente da Câmara Newt Gingrich são principais nomes

Redação Internacional

13 de julho de 2016 | 09h52

WASHINGTON – O presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Paul Ryan, pediu na terça-feira, 12, que o virtual candidato republicano à presidência, Donald Trump, escolha um vice-presidente “conservador” e que o faça em breve.

Em entrevista para a emissora “CNN”, Ryan lembrou que Trump é “novo” no Partido Republicano e tem uma história de ter oscilado entre os dois lados do espectro político americano.

É por isso que o presidente da Câmara, que durante as primárias soou como uma alternativa a Trump caso o magnata não conseguisse a maioria necessária para obter a indicação, pediu para que seu colega de partido seja “conservador” e que faça a escolha antes da Convenção Republicana da próxima semana em Cleveland, Ohio.

Muitos esperavam, de fato, que Trump aproveitasse o ato de terça-feira em Indiana para anunciar o governador do Estado, Mike Pence, como seu vice-presidente, mas isso não aconteceu. Os rumores apontam agora que o magnata fará o anúncio oficial antes do fim de semana, embora Pence não seja sua única opção.

O próprio Trump confirmou em uma entrevista ao “The Wall Street Journal” que, além de Pence, também aparecem como opções o governador de New Jersey, Chris Christie e o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Newt Gingrich.

Na entrevista, Trump disse que o escolhido terá a tarefa de desgastar sua rival, a democrata Hillary Clinton, enquanto ele se concentra em suas propostas. “Eu recebo ataques por todos lados”, justificou. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:

Donald TrumpPartido RepublicanoPaul Ryan

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: