Polêmica de Trump com atriz tem origem em ofensa a repórter deficiente

Em discurso, Trump imitou com movimentos grosseiros Serge Kovaleski, que sofre de artrogripose, uma doença congênita que afeta o movimento das articulações

Redação Internacional

09 Janeiro 2017 | 14h46

As críticas da atriz Meryl Streep ao presidente eleito americano, Donald Trump, tem origem em um episódio da campanha das primárias republicanas para a eleição do ano passado no qual o magnata caçoou de um repórter com deficiência do jornal The New York Times.

Em discurso, Trump imitou com movimentos grosseiros o repórter, que sofre de artrogripose, uma doença congênita que afeta o movimento das articulações.

A polêmica começou quando Trump atribuiu ao jornalista, Serge Kovaleski, uma informação de que “milhares de muçulmanos comemoraram o 11 de setembro”. O repórter desmentiu a afirmação, o que levou Trump a ridicularizá-lo.

O Times considerou as imitações de Trump à época “ultrajantes”.