Rede Trump Hotels tira sua marca de hotel investigado no Rio

Rede Trump Hotels tira sua marca de hotel investigado no Rio

O hotel está localizado no bairro de classe alta Barra da Tijuca e deveria ter sido entregue para os Jogos Olímpicos de agosto no Rio

Redação Internacional

14 Dezembro 2016 | 18h25

BRASÍLIA – A rede Trump Hotels informou nesta quarta-feira, 14, que desistiu de operar um hotel de luxo no Rio de Janeiro implicado em uma investigação criminal. A companhia informou que retirará seu nome dessa propriedade.

A porta-voz da Trump Hotels Christine Lin afirmou à agência Associated Press (AP) que a decisão foi tomada devido a atrasos dos construtores com relação aos prazos.

FILE -- The Trump Hotel Rio de Janeiro in Brazil, Nov. 14, 2016. The Trump Organization has said it will be pulling out of the troubled hotel project, just weeks after a federal prosecutor opened a criminal investigation that included the hotel and another Trump venture in Rio. (Lianne Milton/The New York Times)

Foto: Lianne Milton/The New York Times

O hotel está localizado no bairro de classe alta Barra da Tijuca e deveria ter sido entregue para os Jogos Olímpicos de agosto no Rio.

No momento, de acordo com a AP, apenas uma parte do hotel está em condições de funcionar. Em outubro, o Ministério Público informou que investigava investimentos duvidosos na obra por parte de fundos de pensão.

A empresa proprietária LSH Barra nega ter cometido qualquer delito.

O presidente eleito Donald Trump enfrenta críticas relacionadas a investimentos estrangeiros e seus negócios que muitos consideram que geram conflitos de interesse.

O Trump Hotel Rio de Janeiro está localizado de frente para a praia, perto do Parque Olímpico e tem 170 quartos. De acordo com a agência Reuters, o projeto foi gerenciado pela empresa de Trump, mas a Trump Organization não fez nenhum investimento.

“Infelizmente, os desenvolvedores do hotel no Rio de Janeiro estão significativamente atrás na conclusão da propriedade, e a visão deles para o hotel não está mais alinhada com a marca Trump Hotels”, informou outra porta-voz da rede Trump Hotels Jennifer Rodstrom à Reuters, em um comunicado.

A rede não comentou se a decisão tem alguma ligação com a investigação. /REUTERS e AP

Mais conteúdo sobre:

Donald TrumpTrump HotelsRio